quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Sobre nossas quartas-feiras



QUARTA 06/09/17

Comunhão, oração, Palavra, intercessão, fortalecimento, direção, crescimento, continuidade, esforço - assim são nossas quartas-feiras.

Chego com tempo no VP. 
Começo a arrumar com muito carinho a sala e quando é 18h já está pronta para receber meus irmãos e irmãs.

Chega um irmão, chega uma irmã, uns com o rosto de cansado (a), outros com o lanche para comer no local, um com uma dorzinha, outra com alguma realidade no coração; mas vão chegando e todos com o mesmo coração - ter comunhão uns com os outros e com o Senhor.

Boas e edificantes conversas vão acontecendo ao redor da mesa e o café vai sendo preparado.
Mais pessoas preciosas vão chegando e juntando-se a essa roda abençoada.
Uauuu, já são 18:58h, vamos pra oração.

A oração começa às 19h já com um bom grupo de pessoas desejosas de buscar ao Senhor.
Nossas lutas e dificuldades, rapidamente nos levam a querer começar a pedir, mas logo nos lembramos de agradecer, de louvar, de adorar e exaltar a esse Deus tão maravilhoso. O tempo juntos de oração vai correndo sem percebermos e depois começamos a apresentar necessidades e petições de amigos, familiares, pessoas que conhecemos e as nossas; como é bom orar!. Orar pelas nações e pelos missionários não pode faltar, então nossas orações começam a “viajar” em muitos lugares dessa terra; lugares que possivelmente nunca iremos, mas nossas orações e suas respostas sim.
20h, ora de começar o estudo da Palavra. Uma hora é muito pouco na presença de Deus juntamente com nossa família na fé, mas já é muito bom. Trocar o virtual pelo real, jamais. Nada substitui o tempo juntos onde expressamos nossa unidade.

O estudo de hoje tem a ver com mansidão. Mateus 5.5; que ensino de Jesus!
Fiz algumas considerações do que já tínhamos ouvido no sábado e domingo, mas fomos por caminhos que ainda não tínhamos andado. Foi maravilhoso ver como o Espírito Santo guia esse tempo também. Participação de alguns, atenção de todos, alimento na mesa, hora de comer e alimentar-se da Palavra. Que tempo!
Logo também já se foi, mas como valeu ter vindo.

Mais um café, um tempo gostoso de comunhão e começa os que chegaram como gatinhos frágeis, sairem pela porta como tigres fortes.
Assim normalmente e especialmente são nossas quartas-feiras.

Uma parada na semana para fortalecer a comunhão com a família de Deus e o Pai da família.

JLS

A Felicidade da Mansidão (2a parte)



quarta-feira, 2 de agosto de 2017

O Deus que guia Seu povo - Parte II



O Deus que guia, é o Deus que liberta e tem um caminho melhor que o nosso.

Êxodo 13:17
Tendo Faraó deixado ir o povo, Deus não o levou pelo caminho da terra dos filisteus, posto que mais perto, pois disse: Para que, porventura, o povo não se arrependa, vendo a guerra, e torne ao Egito.

A viagem começou em Êx 12:37 - A saída dos israelitas do Egito.

Esse era o caminho que ia pela terra dos filisteus, ao longo do mar Mediterrâneo (confira o mapa).


Havia uma boa estrada diretamente para a Palestina, subindo pelo litoral e passando por Gaza, mas esse caminho os levaria, de frente com exércitos armados e preparados dos filisteus, os quais exigiria que lutassem, e os israelitas não estavam preparados nem física nem psicologicamente, nem bélicamente.

Essa rota direta entre o Egito e a Palestina, tinha aproximada­mente 320 quilômetros e podia ser percorrida em cerca de duas semanas.

O caminho mais curto e mais fácil seria:

* Mortal: Israel não estava preparado bélicamente para enfrentar o exército dos filisteus;

* Humilhante: A fé ainda não estava alicerçada em Deus (mesmo com os milagres que tinham presenciado até então);

* Covarde: O recuo ao Egito, seria imediato ao verem a guerra.


O Senhor conhecia a força limitada do seu povo e o prote­geu de tentações inadequadas.

1 Coríntios 10:13
Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.

Por vezes, os caminhos de Deus não são os mais simples e diretos; porém os melhores.

Isaías 55:8, 9
8 Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR, 
9 porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.

Com bondade cheia de sabedoria, Deus os levou por outro caminho.
Ele faz o mesmo com você!

Êxodo 13:18 
Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do mar Vermelho; e, arregimentados, subiram os filhos de Israel do Egito.

“rodear"
As voltas de Deus para deixar-nos prontos para a batalha.


Deus não precisa de tempo, nós sim!
Ele toma Seu tempo para trabalhar em nós.

Filipenses 1:6 (RA)
Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus.

“pelo caminho do deserto perto do mar Vermelho”

Êxodo 13:17 - apresentou pelo menos 3 motivos porque Deus não os levou pelo caminho mais fácil e curto.
Êxodo 13:18 - apresenta 1 motivo pelo qual Deus os levou pelo caminho mais difícil e longo

“arregimentados” = armados

Deus tinha que preparar Seu povo em exército; e Ele usou Seus caminhos - rodear.

Não mais um povo com panelas, mas um exército com sentinelas.
Não mais um povo com enxadas, mas um exército com espadas.
Não mais um povo despreparado, mas um exército capacitado.
Não mais um povo apenas andando, mas um exército marchando.

O Senhor nos liberta e nos capacita com armas.

As armas de nossa milícia

2 Coríntios 10:4-6 (RA) 
4 Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas 
5 e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, 
6 e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão.

A armadura de Deus

Efésios 6:10-20 (RA) 
10 Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. 
11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; 
12 porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. 
13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. 
14 Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. 
15 Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; 
16 embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. 
17 Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; 
18 com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos 
19 e também por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra, para, com intrepidez, fazer conhecido o mistério do evangelho, 
20 pelo qual sou embaixador em cadeias, para que, em Cristo, eu seja ousado para falar, como me cumpre fazê-lo.

O propósito do caminho mais longo - preparar o povo para a batalha

O Deus que guia é o Deus que liberta e o Deus que tem Seus melhores caminhos para preparar-nos para a guerra.

JLS

terça-feira, 1 de agosto de 2017

O Deus que guia Seu Povo - Parte I

O Deus que guia Seu povo





Israel tinha saído do Egito, mas ainda não tinha cruzado o Mar Vermelho.

Deus guia Seu povo.
Deus tem uma direção pra você.

Cada vez que você não segue a direção de Deus, há um atrazo no projeto divino para sua vida.
Quem decide, quem guia seu coração? Deus, você, pessoas, sentimentos, influências, circunstâncias?

Deixe Deus guiar você.
Segure a mão dEle.

Êxodo 13:17-22
17 Tendo Faraó deixado ir o povo, Deus não o levou pelo caminho da terra dos filisteus, posto que mais perto, pois disse: Para que, porventura, o povo não se arrependa, vendo a guerra, e torne ao Egito.
18 Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do mar Vermelho; e, arregimentados, subiram os filhos de Israel do Egito. 
19 Também levou Moisés consigo os ossos de José, pois havia este feito os filhos de Israel jurarem solenemente, dizendo: Certamente, Deus vos visitará; daqui, pois, levai convosco os meus ossos. 
20 Tendo, pois, partido de Sucote, acamparam-se em Etã, à entrada do deserto. 
21 O SENHOR ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. 
22 Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite.

  1. A LIBERTAÇÃO DE DEUS PARA SEU POVO

O Deus que guia, é o que que primeiro liberta

Êxodo 13:17
Tendo Faraó deixado ir o povo, Deus não o levou pelo caminho da terra dos filisteus, posto que mais perto, pois disse: Para que, porventura, o povo não se arrependa, vendo a guerra, e torne ao Egito.

Não foi Faraó que libertou; foi Deus. Deus tocou em Faraó para que ele deixasse ir o povo.

Deus não chamou você para viver escravo.

Quais são as correntes que prendem você?
Nas áreas de sua alma
Nas áreas de seu espirito
Nas áreas de seu corpo

Na Babilônia, Israel estava “preso" e não podiam cantar a Deus.

Salmos 137
1 Às margens dos rios da Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião. 
2 Nos salgueiros que lá havia, pendurávamos as nossas harpas, 
3 pois aqueles que nos levaram cativos nos pediam canções, e os nossos opressores, que fôssemos alegres, dizendo: Entoai-nos algum dos cânticos de Sião. 
4 Como, porém, haveríamos de entoar o canto do SENHOR em terra estranha? 
5 Se eu de ti me esquecer, ó Jerusalém, que se resseque a minha mão direita. 
6 Apegue-se-me a língua ao paladar, se me não lembrar de ti, se não preferir eu Jerusalém à minha maior alegria. 
7 Contra os filhos de Edom, lembra-te, SENHOR, do dia de Jerusalém, pois diziam: Arrasai, arrasai-a, até aos fundamentos. 
8 Filha da Babilônia, que hás de ser destruída, feliz aquele que te der o pago do mal que nos fizeste. 
9 Feliz aquele que pegar teus filhos e esmagá-los contra a pedra.

Império e Reino

Império impõe e te escraviza
Reino te cobre, protege e ampara e te deixa livre para submeter-se

Colossenses 1:13
Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor,

Paulo foi liberto da escravidão do pecado e escolheu abrir mão de seu “livre arbítrio” e se tornou escravo do Senhor Jesus. Como? Abrir mão de seu livre arbítrio? Sim. Você está disposto a isso?

Em todas suas cartas, ele se apresentou como escravo do Senhor Jesus Cristo.
Em 3 cartas = escravo
Em 1 carta = prisioneiro
Em 9 cartas = Senhor Jesus

Paulo foi liberto por Jesus do império das trevas e voluntariamente se submeteu ao senhorio de Cristo.

SERVO PAULO

"servo"δουλος doulos 
escravo, servo, homem de condição servil 
um escravo

metáfora: alguém que se rende a vontade de outro

Romanos 1:1
Paulo, servo do Senhor Jesus Cristo, …

Filipenses 1:1
Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, …

Tito 1:1
Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, …

"prisioneiro" = δεσμιος desmios 
amarrado, em grilhões, cativo, prisioneiro

Filemón 1:1
1 Paulo, prisioneiro de Cristo Jesus, …
3 graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

SENHOR JESUS

"Senhor" = κυριος kurios de kuros (supremacia)

* aquele a quem uma pessoa ou coisas pertence
* sobre o qual ele tem o poder de decisão; mestre, senhor
* o que possue e dispõe de algo
* proprietário; alguém que tem o controle da pessoa, o mestre
* no estado: o soberano, príncipe, chefe, o imperador romano
* é um título de honra, que expressa respeito e reverência e com o qual servos tratavam seus senhores
* título dado: a Deus, ao Messias

1 Coríntios 1:2, 3
2…, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso: 
3 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

2 Coríntios 1:2
graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Gálatas 1:3
graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do [nosso] Senhor Jesus Cristo,

Efésios 1:2
graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Colessenses 1:3
Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vós,

1 Tessalonicenses 1:1
Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo, graça e paz a vós outros.

2 Tessalonicenses 1:1, 2
1 Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses , em Deus, nosso Pai, e no Senhor Jesus Cristo, 
2 graça e paz a vós outros, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.

1 Timóteo 1:1, 2
1 Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pelo mandato de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, nossa esperança, 
2 a Timóteo, verdadeiro filho na fé, graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor.

2 Timóteo 1:1, 2
1 Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pela vontade de Deus, de conformidade com a promessa da vida que está em Cristo Jesus, 
2 ao amado filho Timóteo, graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor.

Paulo foi liberto das correntes do pecado e foi atraído pelas cordas do amor de Deus

Oséias 11:1-4
1 Quando Israel era menino, eu o amei; e do Egito chamei o meu filho. 
2 Quanto mais eu os chamava, tanto mais se iam da minha presença; sacrificavam a baalins e queimavam incenso às imagens de escultura. 
3 Todavia, eu ensinei a andar a Efraim; tomei-os nos meus braços, mas não atinaram que eu os curava. 
4 Atraí-os com cordas humanas, com laços de amor; fui para eles como quem alivia o jugo de sobre as suas queixadas e me inclinei para dar-lhes de comer.

CRISTO NOS LIBERTA

Isaías 61:1-3
1 O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados
2 a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram 
3 e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo SENHOR para a sua glória.

Lucas 4:
16 Indo para Nazaré, onde fora criado, entrou, num sábado, na sinagoga, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. 
17 Então, lhe deram o livro do profeta Isaías, e, abrindo o livro, achou o lugar onde estava escrito: 
18 O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, 
19 e apregoar o ano aceitável do Senhor. 
20 Tendo fechado o livro, devolveu-o ao assistente e sentou-se; e todos na sinagoga tinham os olhos fitos nele. 
21 Então, passou Jesus a dizer-lhes: Hoje, se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir.

João 8:32, 36
31 Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; 
32 e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

João 8:36
Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

João 14:6
Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.

Os judeus conheciam o Tabernáculo e sabiam que nele havia três portas, as quais chamavam a porta do átrio de o caminho, a porta do Lugar Santo de a Verdade e o Santo dos Santos de a  vida. 




Escravo da orelha furada (Paulo decidiu ser isso e você)

Não sirvo a Deus por obrigação, mas por amor

Lei acerca dos escravos

O regime de escravidão no mundo hebreu, existia por dois principais motivos: pobreza extrema e dívidas.


Êxodo 21:1-6
1 São estes os estatutos que lhes proporás: 
2 Se comprares um escravo hebreu, seis anos servirá; mas, ao sétimo, sairá forro, de graça. 

"sétimo" = PERÍODO DE SHEMITÁ (literalmente “libertação”, também chamado de Ano Sabático, é o sétimo ano do ciclo de sete anos da agricultura ordenado pela Torá para o povo de Israel).

3 Se entrou solteiro, sozinho sairá; se era homem casado, com ele sairá sua mulher. 
4 Se o seu senhor lhe der mulher, e ela der à luz filhos e filhas, a mulher e seus filhos serão do seu senhor, e ele sairá sozinho. 
5 Porém, se o escravo expressamente disser: Eu amo meu senhor, minha mulher e meus filhos, não quero sair forro.

Isso significa: 
* Abrir mão para sempre do direito de escolha.
* Entregar meu livre arbítrio ao Senhor para sempre.
* Reconhecer que com Ele, obtive muito (mulher, filhos, família, bens. Perdão, vida, etc.).

6 Então, o seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta ou à ombreira, e o seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.

Escravos de orelha furada simbolizavam uma união de serviço e amor.

Se tornava visível sem precisar falar nada. Todos podiam ver a orelha furada e saber o significado.

Sou livre por Cristo e decido com o livre arbitrio que tenho em servir ao Senhor Jesus

Um escravo de orelha furada, se tornava amigo de seu senhor.

Já nao os chamareis servos, mas amigos

João 15:15
Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer.

O Deus que guia é o Deus que liberta!

Primeiro Deus te liberta e então te guia.

JLS




sexta-feira, 28 de julho de 2017

A IGREJA E A COZINHA




João 12:2 (RA)
Deram-lhe, pois, ali, uma ceia; Marta servia, sendo Lázaro um dos que estavam com ele à mesa.

Se a igreja fosse um cômodo da casa, qual seria em sua opinião?
A sala?
Um quarto de dormir?
A dispensa?
A cozinha?

Em minha opinião e isso pode ter a influência da minha cultura; mas considero a cozinha. Sim, se posso comparar a igreja com um cômodo de casa, a comparo com a cozinha. Por quê?

Em minha cultura, entendi que a cozinha é o cômodo mais importante da casa.
Todos que chegam querem ir na cozinha. 
Muitas vezes a cozinha é pequena, com banquinhos, mas vamos nos acomodando aqui ou ali. Apertados, mas todos juntos e ao redor de quem está cozinhando.

- Quem vai fazer um cafezinho enquanto se cozinha?
- Mais uma xícara por aqui, por favor.
- Ah, chegou mais um, abre a porta e chama pra cá (para a cozinha).
Próximo da cozinha há uma sala grande, bem arrumada com sofá novo, mas ninguém quer ficar sentado lá - todos continuam na cozinha apertada, mas aconchegante e com o cheirinho gostoso da comida sendo feita.

É na cozinha que muitas histórias são contadas, muitos sorrisos são abertos, algumas lágrimas rolam.
É na cozinha que conseguimos sentir mais próximo o nosso próximo. Ver mais de perto a alguém que dizemos que amamos.

E além desse gostoso ambiente de comunhão, sabemos que da cozinha sairá nosso alimento, a comida deliciosa que precisamos para continuar fortes e saudáveis. 

Sim, comparo a igreja com a cozinha.

Para mim, o alimento espiritual é fundamental em uma igreja local. E esse alimento não precisa vir de fora, como hoje se faz muito (pedir comida para fora). Creio que pode ser feito com amor, cuidado, capricho, espiritualidade e com tempo. E enquanto o alimento é feito, oferecemos uma oração, um abraço, uma atenção, um apoio uns aos outros.

Sim, toda igreja local precisa ser essa cozinha onde dela sai o alimento para todos.

Um pastor, um mestre na Palavra, deve ser um bom cozinheiro.
Deve preparar com carinho o alimento para o rebanho. 

Óleo nunca falta em uma cozinha e a unção do Espírito Santo não pode faltar também.
Cortando uma cebola, muitas vezes vem as lágrimas nos olhos da (o) cozinheira (o). Cortando o orgulho através do quebrantamento, as lágrimas vem aos olhos de quem está preparando o alimento espiritual para o rebanho.
Sal é outro ingrediente que não pode faltar em uma cozinha e também no que levará o alimento espiritual para a igreja.

Todas as semanas me preocupo muito em que o alimento para o rebanho chamado Vida Plena, seja um alimento preparado com oração, lágrimas, quebrantamento, e direção do Espírito Santo.

Você que faz parte dessa “cozinha”, valorize esse precioso ambiente, tem um banquinho pra você ao lado de outros que como eu, temos fome da Palavra de Deus.

Semanalmente estamos saboreando o alimento que recebemos no domingo.
Não comemos rápido (comer rápido não faz bem para a digestão).
Durante a semana voltamos à mensagem dominical e muitas vezes compartilho novamente em partes, em tópicos. Valorize isso.

Me preocupo que em teu prato não entre qualquer alimento, mas um alimento bíblico e saudável para você.

Na rua de minha casa tem muitas casas e quando estou comendo com minha família, não penso se quer no que os outros vizinhos estão comendo. Estou satisfeito com o que tem em minha mesa.
Como igreja local, precisamos também ser assim.
Hoje, com o acesso à internet, vamos escutando mensagem aqui e ali. Creio que a primeira mensagem que um cristão deve receber, mastigar bem e dar o tempo para a digestão, deve ser de sua igreja local, de seu pastor.

Quantos que passam pela cozinha e não voltam?
Quantos que vão de cozinha em cozinha?
- Ah, tem um prato ali, pra lá vou. Tem outro lá, já estou indo.
Se eu disser para minha esposa, hoje vou comer aqui, mas amanhã vou comer no vizinho e depois em outro vizinho a dois quarteirões de casa; acho que ela vai achar estranho e não vai gostar.
Se você é um (uma) seguidor (a) de Jesus, você tem sua igreja (cozinha), seu pastor (cozinheiro) e também não vai ficar indo de cozinha (igreja) em cozinha (igreja).

Jesus amava ir a Betânia, pois lá Ele tinha Seus amigos e creio que as comidas que Marta preparava eram deliciosas. As vezes Maria dava uma ajuda e Lázaro talvez colocava a mesa.

Penso também que a cozinha em Betânia era um lugar muito especial para aquela família e Jesus. 

Comparo a igreja com a cozinha.
E comparo o cristão com o que vive na casa e se alimenta do que é colocado sobre a mesa. O visitante é aquele que vem as vezes - qual dos dois você é?

Valorize sua igreja.
Valorize o alimento que é preparado com amor para você.

JLS

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Ficaram com Ele - João 1.39

Clique aqui para ouvir