terça-feira, 26 de maio de 2015

Aprendendo a viver o PRESENTE


Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como na provocação.
(Hebreus 3:15)

Ainda que no mesmo livro de Hebreus diz que Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente (Hebreus 13:8), Ele deseja que vivamos e bem o hoje, o agora, o tempo presente.

O texto de Hebreus 3:15, fala de uma atitude presente; "Hoje, se ouvirdes". O que vale é o hoje, pois é o único que você tem.

O ontem já se foi e é história. Se escrevemos bem essa história, queremos voltar a ler essas páginas.
O amanhã não chegou e por isso não foi ainda escrito. Não queira ler as páginas que ainda não foram escritas.
O hoje, o agora, é o único que temos. Você está com a caneta na mão e escrevendo agora sua história.

Um adulto se preocupa e muitas vezes se encontra preso ao passado, tem muito medo e preocupação do futuro e não vive o momento presente.
Uma criança não se preocupa com o passado e nem com o futuro. Ela quer viver o momento presente.

Se o seu passado ainda não está resolvido, ainda não tem um ponto final, mas uma vírgula ou ponto e vírgula ou três pontinhos; você precisa convidar Jesus que é o mesmo ontem, para ajuda-lo (a) a resolver essas questões.
Resolva seu passado para que ele não atrapalhe seu presente e comprometa seu futuro.

Se o seu futuro lhe trás medo e preocupação, Jesus que é o mesmo amanhã e eternamente, lhe diz que se estiver com Ele, não importa o que virá; você estará bem.

Se o seu problema é o presente onde não consegue vive-lo, onde suas lutas internas ou externas leva-o (a) ao passado que já foi e ao futuro que ainda não chegou; fale com Jesus que é o mesmo hoje; Ele quer ajudar e ensinar você a viver o momento presente.

Normalmente o homem contemporâneo vive no passado ou no futuro.
Perdemos a sensibilidade de viver o presente, o momento único do “agora". Com isso perdemos o detalhe de uma brisa suave, de uma flor em nosso caminho, de uma folha que cai lentamente de uma árvore no outono, do brotar da vida na primavera, da taça quente de chá que aquece nossa mão no inverno, da vitamina D que recebemos com força no verão através do sol, do sorriso de uma criança e até mesmo da presença de alguém que nos ama e está ali diante de nós para desfrutar do momento presente.

Andando pelas ruas de Katmandu, vivi um momento único em meu “presente”. Caminhava orando e pensando em "meus problemas", quando de repente uma garrafa de plástico grande e vazia de refrigerante caiu de uma altura aproximada de dois metros e parou ao meu lado. Eu estava andando rápido e pensei em seguir, mas parei.
Tentei olhar de onde vinha a garrafa e vi duas senhoras nepalesas olhando para mim e uma fez o gesto de levantar-se para descer ao encontro de sua garrafa. Imediatamente parei, abaixei e tomei a garrafa do chão levando-a até essa senhora. Foi tão rápido que ela nem tinha terminado de levantar-se. Fui até ela e estendi a mão na maneira nobre nepalesa e olhei para seu rosto. Havia um lindo sorriso de gratidão esperando-me. Foi um momento. Um único momento que minha mente e coração “fotografou" aquela imagem e guardei para sempre em mim.
Poderia ter perdido aquele momento. Poderia ter perdido aquele sorriso de gratidão. Foi um momento do meu presente que hoje já é passado, mas como fui fiel ao momento presente, tenho dentro de mim a alegria de uma boa lembrança. 

Creio que precisamos viver o momento presente e as crianças nos ensinam isso.

Hoje vi algumas crianças brincando em uma árvore aqui no Nepal. Nesse momento de brincadeira, não as vi chorando por tudo o que aconteceu nesse último mês e nem as vi preocupadas como elas vão reconstruir a nação. Somente percebi que elas estavam vivendo o momento presente brincando em uma árvore até mesmo ignorando os perigos dessa brincadeira.

Não quero dizer que vamos deixar nossas responsabilidades ou questões que precisamos resolver do passado ou projetos do futuro. É bom lembrar o que Jesus disse: “ser como crianças”. Ser como não é ser criança (Mateus 18:3).

Quando penso na necessidade de viver o presente, lembro-me de uma história ou estória do que significa viver com muita fidelidade ao momento "presente", sem voltar ao passado ou ir para o futuro.

Um homem que estava sendo perseguido por um tigre feroz, correu até a beirada de um despenhadeiro, olhou para trás e viu o tigre rugindo e pronto para dar o bote. Nesse momento ele viu uma corda que pendia da beira do precipício. Ele agarrou-a depressa e começou a descer a lateral do despenhadeiro agarrado na corda, para escapar das garras do tigre. Que alívio! Salvou-se por pouco. Ele estava realmente salvo? Não. Quando olhou para baixo e enxergou uma imensa extensão de rochas pontiagudas aguardando-o, seus olhos voltaram a olhar para cima e lá estava o tigre com as garras à mostra. Nesse exato momento dois camundongos começaram a roer a corda. O que fazer? O que você faria?
Nesse momento ele viu um morango que se estendia ao alcance da sua mão da face do despenhadeiro. Ele colheu-o, comeu e exclamou: "Que delícia; esse é o melhor morango que já comi na vida". Se ele estivesse preocupado com as rochas abaixo (o futuro) ou com o tigre acima (o passado), teria perdido o morango que Deus estava lhe dando no momento presente. Crianças não se concentram nos tigres do passado ou nas pedras do futuro, mas apenas no morango que está aqui e agora diante de si.
Lógico que temos que resolver os tigres do passado e as pedras do futuro, mas precisamos desfrutar do "o momento" do presente.

Procure com mais diligência ser fiel com seu momento presente. O passado já se foi e o futuro não chegou ainda, então tudo o que você tem realmente é o agora; viva-o e viva-o bem.

Hoje, se ...

Não deixe esse "se" condicional lhe condicionar; ouça a voz de Deus através desse texto e não endureça mais seu coração.

Pense agora em seu agora, pense em Deus que lhe deu a vida para viver hoje e como você vai se relacionar com Ele, pense nas pessoas que passarão em seu caminho hoje e como você as tratará, pense e procure ser mais sensível para tudo o que Deus lhe preparou para hoje. 

Que o Deus chamado "Agora" lhe abençoe em seu único tempo presente.

JLS

domingo, 24 de maio de 2015

Se aproximar e ir com


E aconteceu que, indo eles falando entre si e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se APROXIMOU e IA COM eles. (Lucas 24:15)

Não é tão difícil se aproximar de pessoas; difícil é caminhar com elas.
Não é tão difícil se aproximar de você; difícil é caminhar contigo.
Não é tão difícil se aproximar de mim; difícil é caminhar comigo.

Jesus se aproximou e caminhou com dois discípulos sem visão, sem lembranças das promessas e do que ouviram, sem sensibilidade de perceber quem estava com eles naquela caminhada e sem conversas edificantes. Você conhece alguém assim? Você é assim?

Se Jesus se aproximou e caminhou com pessoas assim para lá na frente mostrar quem Ele é e o poder de Sua ressurreição; será que podemos nos aproximar e caminhar uns com os outros para lá na frente vermos a revelação do Senhor?

JLS

Ficaram com Ele - João 1.39

Clique aqui para ouvir