sexta-feira, 30 de setembro de 2011

João 1


O VERBO SE FEZ CARNE

1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
2 Ele estava no princípio com Deus.
3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens;
5 a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.
6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João.
7 Este veio como testemunha, a fim de dar testemunho da luz, para que todos cressem por meio dele.
8 Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz.
9 Pois a verdadeira luz, que alumia a todo homem, estava chegando ao mundo.
10 Estava ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, e o mundo não o conheceu.
11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
12 Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus;
13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.
14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.
15 João deu testemunho dele, e clamou, dizendo: Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim, passou adiante de mim; Porque antes de mim ele já existia.
16 Pois todos nós recebemos da sua plenitude, e graça sobre graça.
17 Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.
18 Ninguém jamais viu a Deus. O Deus unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer.
19 E este foi o testemunho de João, quando os judeus lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para que lhe perguntassem: Quem és tu?
20 Ele, pois, confessou e não negou; sim, confessou: Eu não sou o Cristo.
21 Ao que lhe perguntaram: Pois que? És tu Elias? Respondeu ele: Não sou. És tu o profeta? E respondeu: Não.
22 Disseram-lhe, pois: Quem és? para podermos dar resposta aos que nos enviaram; que dizes de ti mesmo?
23 Respondeu ele: Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías.
24 E os que tinham sido enviados eram dos fariseus.
25 Então lhe perguntaram: Por que batizas, pois, se tu não és o Cristo, nem Elias, nem o profeta?
26 Respondeu-lhes João: Eu batizo em água; no meio de vós está um a quem vós não conheceis.
27 aquele que vem depois de mim, de quem eu não sou digno de desatar a correia da alparca.
28 Estas coisas aconteceram em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando.

29 No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.


30 este é aquele de quem eu disse: Depois de mim vem um varão que passou adiante de mim, porque antes de mim ele já existia.

31 Eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, é que vim batizando em água.
32 E João deu testemunho, dizendo: Vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele.
33 Eu não o conhecia; mas o que me enviou a batizar em água, esse me disse: Aquele sobre quem vires descer o Espírito, e sobre ele permanecer, esse é o que batiza no Espírito Santo.
34 Eu mesmo vi e já vos dei testemunho de que este é o Filho de Deus.
35 No dia seguinte João estava outra vez ali, com dois dos seus discípulos
36 e, olhando para Jesus, que passava, disse: Eis o Cordeiro de Deus!
37 Aqueles dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus.

38 Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: Que buscais? Disseram-lhe eles: rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde pousas?


39 Respondeu-lhes: Vinde, e vereis. Foram, pois, e viram onde pousava; e passaram o dia com ele; era cerca da hora décima.
40 André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que ouviram João falar, e que seguiram a Jesus.
41 Ele achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Havemos achado o Messias (que, traduzido, quer dizer Cristo).
42 E o levou a Jesus. Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro).

43 No dia seguinte Jesus resolveu partir para a Galiléia, e achando a Felipe disse-lhe: Segue-me.
44 Ora, Felipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro.
45 Felipe achou a Natanael, e disse-lhe: Acabamos de achar aquele de quem escreveram Moisés na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José.
46 Perguntou-lhe Natanael: Pode haver coisa bem vinda de Nazaré? Disse-lhe Felipe: Vem e vê.
47 Jesus, vendo Natanael aproximar-se dele, disse a seu respeito: Eis um verdadeiro israelita, em quem não há dolo!
48 Perguntou-lhe Natanael: Donde me conheces? Respondeu-lhe Jesus: Antes que Felipe te chamasse, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira.
49 Respondeu-lhe Natanael: Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és rei de Israel.


50 Ao que lhe disse Jesus: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? coisas maiores do que estas verás.
51 E acrescentou: Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

João 2


1 Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, e estava ali a mãe de Jesus;
2 e foi também convidado Jesus com seus discípulos para o casamento.
3 E, tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm vinho.
4 Respondeu-lhes Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.
5 Disse então sua mãe aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser.
6 Ora, estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam duas ou três metretas.
7 Ordenou-lhe Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram- nas até em cima.
8 Então lhes disse: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E eles o fizeram.
9 Quando o mestre-sala provou a água tornada em vinho, não sabendo donde era, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o mestre-sala ao noivo
10 e lhe disse: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.
11 Assim deu Jesus início aos seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.
12 Depois disso desceu a Cafarnaum, ele, sua mãe, seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias.
13 Estando próxima a páscoa dos judeus, Jesus subiu a Jerusalém.
14 E achou no templo os que vendiam bois, ovelhas e pombas, e também os cambistas ali sentados;
15 e tendo feito um azorrague de cordas, lançou todos fora do templo, bem como as ovelhas e os bois; e espalhou o dinheiro dos cambistas, e virou-lhes as mesas;
16 e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio.
17 Lembraram-se então os seus discípulos de que está escrito: O zelo da tua casa me devorará.
18 Protestaram, pois, os judeus, perguntando-lhe: Que sinal de autoridade nos mostras, uma vez que fazes isto?
19 Respondeu-lhes Jesus: Derribai este santuário, e em três dias o levantarei.
20 Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este santuário, e tu o levantarás em três dias?
21 Mas ele falava do santuário do seu corpo.
22 Quando, pois ressurgiu dentre os mortos, seus discípulos se lembraram de que dissera isto, e creram na Escritura, e na palavra que Jesus havia dito.
23 Ora, estando ele em Jerusalém pela festa da páscoa, muitos, vendo os sinais que fazia, creram no seu nome.
24 Mas o próprio Jesus não confiava a eles, porque os conhecia a todos,

25 e não necessitava de que alguém lhe desse testemunho do homem, pois bem sabia o que havia no homem.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

João 3


1 Ora, havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.
2 Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és Mestre, vindo de Deus; pois ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.
3 Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
4 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
5 Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
7 Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo.
8 O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
9 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode ser isto?
10 Respondeu-lhe Jesus: Tu és mestre em Israel, e não entendes estas coisas?
11 Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testemunhamos o que temos visto; e não aceitais o nosso testemunho!
12 Se vos falei de coisas terrestres, e não credes, como crereis, se vos falar das celestiais?
13 Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem.
14 E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
15 para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna.

16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.



17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
18 Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
19 E o julgamento é este: A luz veio ao mundo, e os homens amaram antes as trevas que a luz, porque as suas obras eram más.
20 Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
21 Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que seja manifesto que as suas obras são feitas em Deus.
22 Depois disto foi Jesus com seus discípulos para a terra da Judéia, onde se demorou com eles e batizava.
23 Ora, João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque havia ali muitas águas; e o povo ia e se batizava.
24 Pois João ainda não fora lançado no cárcere.
25 Surgiu então uma contenda entre os discípulos de João e um judeu acerca da purificação.
26 E foram ter com João e disseram-lhe: Rabi, aquele que estava contigo além do Jordão, do qual tens dado testemunho, eis que está batizando, e todos vão ter com ele.
27 Respondeu João: O homem não pode receber coisa alguma, se não lhe for dada do céu.
28 Vós mesmos me sois testemunhas de que eu disse: Não sou o Cristo, mas sou enviado adiante dele.
29 Aquele que tem a noiva é o noivo; mas o amigo do noivo, que está presente e o ouve, regozija-se muito com a voz do noivo. Assim, pois, este meu gozo está completo.

30 É necessário que ele cresça e que eu diminua.


31 Aquele que vem de cima é sobre todos; aquele que vem da terra é da terra, e fala da terra. Aquele que vem do céu é sobre todos.
32 Aquilo que ele tem visto e ouvido, isso testifica; e ninguém aceita o seu testemunho.
33 Mas o que aceitar o seu testemunho, esse confirma que Deus é verdadeiro.
34 Pois aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus; porque Deus não dá o Espírito por medida.
35 O Pai ama ao Filho, e todas as coisas entregou nas suas mãos.
36 Quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, porém, desobedece ao Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Números 18



OS DEVERES E DIREITOS DOS SACERDOTES E DOS LEVITAS

1 Então, disse o SENHOR a Arão: Tu, e teus filhos, e a casa de teu pai contigo, levareis sobre vós a iniquidade do santuário; e tu e teus filhos contigo levareis sobre vós a iniquidade do vosso sacerdócio.

2 E também farás chegar contigo a teus irmãos, a tribo de Levi, a tribo de teu pai, para que se ajuntem a ti e te sirvam; mas tu e teus filhos contigo estareis perante a tenda do Testemunho.

Sacerdotes e levitas servindo juntos ao Senhor.

3 E eles farão a tua guarda, a guarda de toda a tenda; mas não se chegarão aos utensílios do santuário e ao altar, para que não morram, tanto eles como vós.
4 Mas se ajuntarão a ti e farão a guarda da tenda da congregação em todo o ministério da tenda; e o estranho não se chegará a vós.
5 Vós, pois, fareis a guarda do santuário e a guarda do altar, para que não haja outra vez furor sobre os filhos de Israel.

6 E eu, eis que tenho tomado vossos irmãos, os levitas, do meio dos filhos de Israel; a vós são dados em dádiva pelo SENHOR, para administrar o ministério da tenda da congregação.

RA não aparece a palavra “dádiva".

7 Mas tu e teus filhos contigo guardareis o vosso sacerdócio em todo o negócio do altar, e no que estiver dentro do véu, isto administrareis; eu vos tenho dado o vosso sacerdócio em dádiva ministerial, e o estranho que se chegar morrerá.

RA agora aparece a palavra “dádiva”.

8 Disse mais o SENHOR a Arão: E eu, eis que te tenho dado a guarda das minhas ofertas alçadas, com todas as coisas santas dos filhos de Israel; por causa da unção as tenho dado a ti e a teus filhos por estatuto perpétuo.

9 Isto terás das coisas santíssimas do fogo: todas as suas ofertas, com todas as suas ofertas de manjares, e com todas as suas expiações do pecado, e com todas as suas expiações da culpa, que me restituírem; elas serão coisas santíssimas para ti e para teus filhos.
10 No lugar santíssimo o comerás; todo varão o comerá; santidade será para ti.
11 Também isto será teu: a oferta alçada dos seus dons com todas as ofertas movidas dos filhos de Israel; a ti, a teus filhos, e a tuas filhas contigo, as tenho dado por estatuto perpétuo; todo o que estiver limpo na tua casa as comerá.
12 Todo o melhor do azeite e todo o melhor do mosto e do grão, as suas primícias que derem ao SENHOR, as tenho dado a ti.
13 Os primeiros frutos de tudo que houver na terra, que trouxerem ao SENHOR, serão teus; todo o que estiver limpo na tua casa os comerá.
14 Toda coisa consagrada em Israel será tua.
15 Tudo o que abrir a madre, de toda a carne que trouxerem ao SENHOR, tanto de homens como de animais, será teu; porém os primogênitos dos homens resgatarás; também os primogênitos dos animais imundos resgatarás.

16 Os que, pois, deles se houverem de resgatar resgatarás, da idade de um mês, segundo a tua avaliação, por cinco siclos de dinheiro, segundo o siclo do santuário, que é de vinte geras.

“geras" 
גרה gerah =  gera, um peso, a vigésima parte de um siclo, igual ao peso de 16 grãos de cevada ou 4 a 5 favas.

17 Mas o primogênito de vaca, ou primogênito de ovelha, ou primogênito de cabra não resgatarás; santos são; o seu sangue espargirás sobre o altar, e a sua gordura queimarás em oferta queimada de cheiro suave ao SENHOR.
18 E a carne deles será tua, assim como será teu o peito do movimento e o ombro direito.
19 Todas as ofertas alçadas das santidades, que os filhos de Israel oferecerem ao SENHOR, tenho dado a ti, e a teus filhos, e a tuas filhas contigo, por estatuto perpétuo; concerto perpétuo de sal perante o SENHOR é, para ti e para a tua semente contigo.

20 Disse também o SENHOR a Arão: Na sua terra possessão nenhuma terás, e no meio deles nenhuma parte terás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel.

21 E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo seu ministério que exercem, o ministério da tenda da congregação.

22 E nunca mais os filhos de Israel se chegarão à tenda da congregação, para que não levem sobre si o pecado e morram.
23 Mas os levitas administrarão o ministério da tenda da congregação e eles levarão sobre si a sua iniquidade; pelas vossas gerações estatuto perpétuo será; e no meio dos filhos de Israel nenhuma herança herdarão.

24 Porque os dízimos dos filhos de Israel, que oferecerem ao SENHOR em oferta alçada, tenho dado por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse: No meio dos filhos de Israel nenhuma herança herdareis.

25 E falou o SENHOR a Moisés, dizendo:

26 Também falarás aos levitas e dir-lhes-ás: Quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado em vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao SENHOR: o dízimo dos dízimos.

27 E contar-se-vos-á a vossa oferta alçada como grão da eira e como plenitude do lagar.
28 Assim também oferecereis ao SENHOR uma oferta alçada de todos os vossos dízimos, que receberdes dos filhos de Israel, e deles dareis a oferta alçada do SENHOR a Arão, o sacerdote.
29 De todos os vossos dons oferecereis toda oferta alçada do SENHOR; do melhor deles, a sua santa parte.
30 Dir-lhes-ás, pois: Quando oferecerdes o melhor deles, como novidade da eira e como novidade do lagar, se contará aos levitas.
31 E o comereis em todo lugar, vós e a vossa casa, porque vosso galardão é pelo vosso ministério na tenda da congregação.

32 Pelo que não levareis sobre vós o pecado, quando deles oferecerdes o melhor; e não profanareis as coisas santas dos filhos de Israel, para que não morrais.

Bibliografia:
Bíblia Almeida RC
Nova Concordância Strong Exaustiva
Comentários: JLS

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Discernindo o Tempo de Deus


“Dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos.” Lucas 19:41-42.

No contexto desse versículo, encontramos Jesus se aproximando, olhando e chorando sobre Jerusalém.
Essas palavras foram para a cidade, mas servem também para uma nação, sociedade, família ou individuo. Essa palavra então é para nós hoje.

“Ah! se tu conhecesses, ...”

Faltava para Jerusalém o entendimento, discernimento, conhecimento e revelação do tempo, por isso Jesus disse “Ah! Se tu conhecesses, ...”.
Era a grande oportunidade da cidade de conhecer ao Senhor. Ele estava lá!
Esse “se” é condicional. Se conhecesses seria tudo diferente. Se você conhecer a Deus será tudo diferente em tua vida.

Por falta de conhecer o Senhor e o Seu caminho, perecemos.
“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; …” Oséias 4:6.
Essas foram as palavras de Deus através do profeta Oséias para Israel. O mesmo se aplica para nós.

“ao menos neste teu dia”

Hoje é o “teu” dia.
Você sabia que só existem dois dias do ano sobre os quais nada pode ser feito? É o ontem e o amanhã. Hoje é o tempo; hoje é o teu dia para conhecer a Jesus!

A tua oportunidade de fazer algo é hoje.
Há algumas coisas que não voltam como uma palavra falada, uma pedra lançada e uma oportunidade perdida.
Hoje há uma oportunidade de discernir e compreender que é o tempo de Deus para tua vida.

“o que à tua paz pertence!

A paz que é Jesus (João 14:27) esteve ao alcance de Jerusalém, mas ela não discerniu e não aceitou. Como consequência veio uma grande destruição na cidade (Lc 19:43). Isso aconteceu no ano 70 d.C. onde Tito invadiu a cidade e a destruiu. A cidade foi cercada com terra e madeira e depois com pedras. Não havia possibilidade de entrar nem sair. A comida acabou, pessoas foram morrendo até que a cidade se entregou e foi destruída. Que dor! Tudo por não terem entendido o tempo da oportunidade de Deus.

Pessoas estão desesperadas por “paz interior” e buscam em tantas fontes. Nenhuma dessas fontes apresentam a solução, somente dão um “paracetamol” para amenizar a dor da alma. Só em Jesus Cristo podemos desfrutar de paz, mesmo que haja tormenta.

“... mas agora isto está encoberto aos teus olhos.”

Que pena! Tiveram sua oportunidade e não aproveitaram.
Que isso não aconteça com você; aproveite tua oportunidade para conhecer o amor e o plano de Deus para sua vida e receber de Cristo plena paz.

Lembre-se: Hoje é tua oportunidade. Dê uma oportunidade para você mesmo (a) de conhecer a Jesus, Seu amor, plano e paz. 
Creio que após ler essa mensagem, o Espírito Santo pode abrir seus olhos espirituais para discernir esse tempo.

Hoje é o tempo! 
"Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações." Hebreus 4:7. 

Decida por Jesus e viva o tempo que resta de vida para Deus (1 Pe 4:2).

domingo, 25 de setembro de 2011

Aproximação de Jesus

E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, Lucas 19:41.

A Bíblia Sagrada é maravilhosa e nos trás palavras para cada dia e situação.
Desejo que essa palavra abençoe tua vida.

“ia chegando”

Jesus amava Jerusalém. Nessa ocasião Ele vinha de outro lugar e ao aproximar-se da cidade, a viu e chorou sobre ela.

O Senhor sempre tem tomado a iniciativa de aproximação. O texto diz “ia chegando”.
Ele quer hoje também se aproximar de você, “ir chegando” com a mais pura intenção de abençoar teu coração.

Ele pode se aproximar através de um sonho, uma palavra em teu coração, um toque em teu espírito, um contato com alguém que é Seu discípulo, um convite para ir a uma igreja comprometida com Ele. Você pode perceber as vezes que Ele tem tentado se aproximar? É possível responder a essa aproximação divina?

“vendo a cidade”

Em Sua aproximação, Ele viu a cidade.
A visão de Jesus é real; Ele vê realmente como se encontra a situação de uma cidade, de uma nação, de uma família, de uma vida.

Ele se aproxima de você e vê realmente como está o estado da tua alma, Ele consegue identificar as feridas, descobrir as dores, encontrar os fracassos e frustrações. Ele quer te ajudar.

Não há nada em tua vida que Ele não consiga ver.

“chorou sobre ela”

A aproximação leva a ver realmente o estado do coração e quando o Mestre viu a cidade de perto, sentiu compaixão dela. Ele expressou Seu sentimento por Jerusalém ao ver o estado espiritual da cidade. Creio que podemos saber como estamos espiritualmente, mas Ele nos mede com a medida exata.
Hoje, Ele sabe perfeitamente como me encontro e sabe também como você está. Será que Ele "chora" ao ver-nos?   

Permita hoje Ele se aproximar de você através de tua aproximação a Ele.
Permita hoje Ele ver o teu estado real. Lembre-se; Ele tudo vê e quer te ajudar. 
Permita hoje Ele expressar Seu sentimento de amor por tua vida.

sábado, 24 de setembro de 2011

Números 17


A VARA DE ARÃO FLORESCE

1 Então disse o Senhor a Moisés:

2 Fala aos filhos de Israel, e toma deles uma vara para cada casa paterna de todos os seus príncipes, segundo as casas de seus pais, doze varas; e escreve o nome de cada um sobre a sua vara.

"vara"
Vara já não é um galho.
Um galho se alimenta da árvore, mas uma vara não tem mais do que se alimentar.
Uma vara está cortada.

Se queremos algo com o ministério, haverá cortes em nossas vidas.

* Abrir mão de "amizades".
* Cortar vontades, inclinações, hábitos, etc.

Uma vara se seca em si mesma

Se pensamos que ministério se faz com em nossa força ou habilidades ou talentos, estamos bem enganados.

Nosso "eu" tem que secar-se.

João 3:30
Gálatas 2:20

"escreve o nome de cada um sobre a sua vara"

Escrever o nome na vara.

A vara é o ministério, o serviço a Deus.
Meu nome (minha identidade) tem que estar escrito, estampado no que faço para Deus e as pessoas (ministério).

3 O nome de Arão escreverás sobre a vara de Levi; porque cada cabeça das casas de seus pais terá uma vara.

Ministério não começa em um ato público de consagração ou em um momento visível a todos.

Ministério começa bem antes.
Em um chamado divino de dentro da família (exemplo de Abraão) como no caso de Arão.

"Arão"
אהרנ ' Aharown
Arão = aquele que traz luz

"Levi"
לוי Leviy
Unido
O terceiro filho de Jacó com Lia e progenitor da tribo dos levitas

4 E as porás na tenda da revelação, perante o testemunho, onde venho a vós.

"tenda da revelação"
Tabernáculo

"perante o testemunho" em frente a Arca da Aliança (no Lugar Santíssimo).



5 Então brotará a vara do homem que eu escolher; assim farei cessar as murmurações dos filhos de Israel contra mim, com que murmuram contra vós.

O homem que Deus escolhe, floresce.

João 15:16

6 Falou, pois, Moisés aos filhos de Israel, e todos os seus príncipes deram-lhe varas, cada príncipe uma, segundo as casas de seus pais, doze varas; e entre elas estava a vara de Arão.
7 E Moisés depositou as varas perante o Senhor na tenda do testemunho.

8 Sucedeu, pois, no dia seguinte, que Moisés entrou na tenda do testemunho, e eis que a vara de Arão, pela casa de Levi, brotara, produzira gomos, rebentara em flores e dera amêndoas maduras.


A vara de Arão floreceu

A vara de Arão floresceu produzindo:

* Flores
* Renovos (brotos)

* Amêndoas: É a primeira árvore que desperta do inverno e floresce.
A amendoeira para Israel significa: apressar-se e despertar-se.

Jeremias 1:11, 12
11 Ainda veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:Que é que vês, Jeremias? E eu disse: Vejo uma vara de amendoeira. 
12 E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.

9 Então Moisés trouxe todas as varas de diante do Senhor a todos os filhos de Israel; e eles olharam, e tomaram cada um a sua vara.

Penso quando cada um toma sua vara seca e olham a de Arão. Que momento!
A importância de reconhecer e alegrar-se pelo ministério de um irmão que floresce.

10 Então o Senhor disse a Moisés: Torna a pôr a vara de Arão perante o testemunho, para se guardar por sinal contra os filhos rebeldes; para que possas fazer acabar as suas murmurações contra mim, a fim de que não morram.


Hebreus 9:4
que tinha o incensário de ouro e a arca do concerto, coberta de ouro toda em redor, em que estava um vaso de ouro, que continha o maná, e a vara de Arão, que tinha florescido, e as tábuas do concerto;

Na Arca da Aliança (presença de Deus) havia:

* Uma vasilha de ouro com maná (nutrição espiritual).
* A vara de Arão florecida (ministério confirmado por Deus).
* Duas placas de pedras com os mandamentos (Palavra de Deus).

11 Assim fez Moisés; como lhe ordenara o Senhor, assim fez.

12 Então disseram os filhos de Israel a Moisés: Eis aqui, nós expiramos, perecemos, todos nós perecemos.
13 Todo aquele que se aproximar, sim, todo o que se aproximar do tabernáculo do Senhor, morrerá; porventura pereceremos todos?

A maneira que Deus trabalha e Seus sinais, trás temor na congregação.
Respeito a Deus, à Sua Casa e à liderança que foi constituída por Deus.



JLS

Bibliografia:
Tempo com a Palavra - JLS

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

João 19


1 Nisso, pois, Pilatos tomou a Jesus, e mandou açoitá-lo.
2 E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha sobre a cabeça, e lhe vestiram um manto de púrpura;
3 e chegando-se a ele, diziam: Salve, rei dos judeus! e davam-lhe bofetadas.
4 Então Pilatos saiu outra vez, e disse-lhes: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho nele crime algum.
5 Saiu, pois, Jesus, trazendo a coroa de espinhos e o manto de púrpura. E disse-lhes Pilatos: Eis o homem!
6 Quando o viram os principais sacerdotes e os guardas, clamaram, dizendo: Crucifica-o! Crucifica-o! Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque nenhum crime acho nele.
7 Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei, e segundo esta lei ele deve morrer, porque se fez Filho de Deus.
8 Ora, Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou;
9 e entrando outra vez no pretório, perguntou a Jesus: Donde és tu? Mas Jesus não lhe deu resposta.
10 Disse-lhe, então, Pilatos: Não me respondes? não sabes que tenho autoridade para te soltar, e autoridade para te crucificar?
11 Respondeu-lhe Jesus: Nenhuma autoridade terias sobre mim, se de cima não te fora dado; por isso aquele que me entregou a ti, maior pecado tem.
12 Daí em diante Pilatos procurava soltá-lo; mas os judeus clamaram: Se soltares a este, não és amigo de César; todo aquele que se faz rei é contra César.
13 Pilatos, pois, quando ouviu isto, trouxe Jesus para fora e sentou-se no tribunal, no lugar chamado Pavimento, e em hebraico Gabatá.
14 Ora, era a preparação da páscoa, e cerca da hora sexta. E disse aos judeus: Eis o vosso rei.
15 Mas eles clamaram: Tira-o! tira-o! crucifica-o! Disse-lhes Pilatos: Hei de crucificar o vosso rei? responderam, os principais sacerdotes: Não temos rei, senão César.
16 Então lho entregou para ser crucificado.
17 Tomaram, pois, a Jesus; e ele, carregando a sua própria cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota,
18 onde o crucificaram, e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio.
19 E Pilatos escreveu também um título, e o colocou sobre a cruz; e nele estava escrito: JESUS O NAZARENO, O REI DOS JUDEUS.
20 Muitos dos judeus, pois, leram este título; porque o lugar onde Jesus foi crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, latim e grego.
21 Diziam então a Pilatos os principais sacerdotes dos judeus: Não escrevas: O rei dos judeus; mas que ele disse: Sou rei dos judeus.
22 Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi.
23 Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes, e fizeram delas quatro partes, para cada soldado uma parte. Tomaram também a túnica; ora a túnica não tinha costura, sendo toda tecida de alto a baixo.
24 Pelo que disseram uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será (para que se cumprisse a escritura que diz: Repartiram entre si as minhas vestes, e lançaram sortes). E, de fato, os soldados assim fizeram.

25 Estavam em pé, junto à cruz de Jesus, sua mãe, e a irmã de sua mãe, e Maria, mulher de Clôpas, e Maria Madalena.


26 Ora, Jesus, vendo ali sua mãe, e ao lado dela o discípulo a quem ele amava, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.
27 Então disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.


28 Depois, sabendo Jesus que todas as coisas já estavam consumadas, para que se cumprisse a Escritura, disse: Tenho sede.
29 Estava ali um vaso cheio de vinagre. Puseram, pois, numa cana de hissopo uma esponja ensopada de vinagre, e lha chegaram à boca.
30 Então Jesus, depois de ter tomado o vinagre, disse: está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.
31 Ora, os judeus, como era a preparação, e para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, pois era grande aquele dia de sábado, rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados dali.
32 Foram então os soldados e, na verdade, quebraram as pernas ao primeiro e ao outro que com ele fora crucificado;
33 mas vindo a Jesus, e vendo que já estava morto, não lhe quebraram as pernas;
34 contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água.
35 E é quem viu isso que dá testemunho, e o seu testemunho é verdadeiro; e sabe que diz a verdade, para que também vós creiais.
36 Porque isto aconteceu para que se cumprisse a escritura: Nenhum dos seus ossos será quebrado.
37 Também há outra escritura que diz: Olharão para aquele que traspassaram.
38 Depois disto, José de Arimatéia, que era discípulo de Jesus, embora oculto por medo dos judeus, rogou a Pilatos que lhe permitisse tirar o corpo de Jesus; e Pilatos lho permitiu. Então foi e o tirou.
39 E Nicodemos, aquele que anteriormente viera ter com Jesus de noite, foi também, levando cerca de cem libras duma mistura de mirra e aloés.
40 Tomaram, pois, o corpo de Jesus, e o envolveram em panos de linho com as especiarias, como os judeus costumavam fazer na preparação para a sepultura.
41 No lugar onde Jesus foi crucificado havia um jardim, e nesse jardim um sepulcro novo, em que ninguém ainda havia sido posto.
42 Ali, pois, por ser a véspera do sábado dos judeus, e por estar perto aquele sepulcro, puseram a Jesus.



quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Gênesis 22




DEUS PEDE UM DIFÍCIL SACRIFÍCIO PARA ABRAÃO

1 Sucedeu, depois destas coisas, que Deus provou a Abraão, dizendo-lhe: Abraão! E este respondeu: Eis-me aqui.


2 Prosseguiu Deus: Toma agora teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas; vai à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre um dos montes que te hei de mostrar.

A promessa de Deus se cumpriu na vida de Abraão. Ele recebe o seu "riso", sua alegria. Sua vida agora é "completa"! Mas em um lindo dia Abraão escuta o Senhor dizendo: "Toma agora teu único filho Isaque, a quem amas e oferece-o a mim".

O que? Deus me deu e como agora Ele vai pedir de mim a minha "alegria"? 

Um dia tive que aprender algo sobre "entrega" e "sacrifício". Com a Rutinha, tínhamos o sonho de termos um filho. Ela ficou gravida do Benjamim. Isso aconteceu na Holanda. Débora era pequena e sonhava com a chegada de seu irmão. No dia 5 de maio de 2000, nasceu o nosso Isaque, nossa boca se encheu de "riso". Três dias depois o Benjamim começou a passar mal, e no caminho ao hospital, veio ao meu coração um pensamento: "Estou indo para o Moriá".

Da sexta pela noite até a quarta, ficamos no "monte do sacrifício, da dor e da entrega", mas sentíamos que o Senhor estava ali conosco. Na quarta-feira, nosso filho descansou no Senhor. Como entender? Como explicar? Não há palavras!

Quando saímos daquele hospital com nosso filho sem vida, sentimos que estávamos descendo do monte sem o Benjamim, mas com o Cordeiro - Jesus Cristo - que Deus providenciou para nós.

Achamos a Jesus em meio de nossa dor; achamos o Cordeiro de Deus.

Os anos tem passado e em nossos corações ficou a marca daquela profunda experiência e lição de entrega e gratidão.

Que tipo de cristianismo vivemos? O que ensina que só recebemos e recebemos? Não há nada para dar, para sacrificar? Você permaneceria firme na fé se Deus pedisse o seu Isaque?  

3 Levantou-se, pois, Abraão de manhã cedo, albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque, seu filho; e, tendo cortado lenha para o holocausto, partiu para ir ao lugar que Deus lhe dissera.

Poderia ser essa a pergunta de Abraão, mas ele simplesmente obedece ao Senhor e no dia seguinte sai bem cedo com Isaque, com fogo e cutelo. Levou tudo? Parece que não. Onde está o Cordeiro?

4 Ao terceiro dia levantou Abraão os olhos, e viu o lugar de longe.
5 E disse Abraão a seus moços: Ficai-vos aqui com o jumento, e eu e o mancebo iremos até lá; depois de adorarmos, voltaremos a vós.
6 Tomou, pois, Abraão a lenha do holocausto e a pôs sobre Isaque, seu filho; tomou também na mão o fogo e o cutelo, e foram caminhando juntos.

7 Então disse Isaque a Abraão, seu pai: Meu pai! Respondeu Abraão: Eis-me aqui, meu filho! Perguntou-lhe Isaque: Eis o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?


8 Respondeu Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. E os dois iam caminhando juntos.

João 1:29
No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.


9 Havendo eles chegado ao lugar que Deus lhe dissera, edificou Abraão ali o altar e pôs a lenha em ordem; o amarrou, a Isaque, seu filho, e o deitou sobre o altar em cima da lenha.
10 E, estendendo a mão, pegou no cutelo para imolar a seu filho.

11 Mas o anjo do Senhor lhe bradou desde o céu, e disse: Abraão, Abraão! Ele respondeu: Eis-me aqui.


12 Então disse o anjo: Não estendas a mão sobre o mancebo, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, visto que não me negaste teu filho, o teu único filho.
13 Nisso levantou Abraão os olhos e olhou, e eis atrás de si um carneiro embaraçado pelos chifres no mato; e foi Abraão, tomou o carneiro e o ofereceu em holocausto em lugar de seu filho.
14 Pelo que chamou Abraão àquele lugar Jeová-Jiré; donde se diz até o dia de hoje: No monte do Senhor se proverá.
15 Então o anjo do Senhor bradou a Abraão pela segunda vez desde o céu,
16 e disse: Por mim mesmo jurei, diz o Senhor, porquanto fizeste isto, e não me negaste teu filho, o teu único filho,
17 que deveras te abençoarei, e grandemente multiplicarei a tua descendência, como as estrelas do céu e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos;
18 e em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz.
19 Então voltou Abraão aos seus moços e, levantando-se, foram juntos a Beer-Seba; e Abraão habitou em Beer-Seba.
20 Depois destas coisas anunciaram a Abraão, dizendo: Eis que também Milca tem dado à luz filhos a Naor, teu irmão:
21 Uz o seu primogênito, e Buz seu irmão, e Quemuel, pai de Arão,
22 e Quesede, Hazo, Pildas, Jidlafe e Betuel.
23 E Betuel gerou a Rebeca. Esses oito deu à luz Milca a Naor, irmão de Abraão.
24 E a sua concubina, que se chamava Reumá, também deu à luz a Teba, Gaão, Taás e Maacá.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Gênesis 21


O NASCIMENTO DE ISAQUE (v. 1-7)

1 O Senhor visitou a Sara, como tinha dito, e lhe fez como havia prometido.
2 Sara concebeu, e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, de que Deus lhe falara;

Entre a promessa e o cumprimento da palavra de Deus, as únicas coisas que podem realmente atrapalhar são minhas ansiedades e ações precipitadas. JLS

Deus é fiel para cumprir o que prometeu! Ele não falha!
Se Deus falou, devo esperar e na hora certa Ele vai cumprir Sua Palavra.

Chamou-me muito a atenção essas palavras:

"como tinha dito" (v. 1)
"como havia prometido" (v. 1)
"ao tempo determinado" (v. 2)

Entre a promessa e o cumprimento da Palavra de Deus em sua vida, tome toda ansiedade e lance sobre Jesus (1 Pedro 5:7) e espere nele (Salmos 40:1).

3 e, Abraão pôs no filho que lhe nascera, que Sara lhe dera, o nome de Isaque.

Isaque = riso.
O cumprimento da palavra de Deus nos traz alegria!

4 E Abraão circuncidou a seu filho Isaque, quando tinha oito dias, conforme Deus lhe ordenara.

A circuncisão.
Obediência à aliança com Deus.

5 Ora, Abraão tinha cem anos, quando lhe nasceu Isaque, seu filho.
6 Pelo que disse Sara: Deus preparou riso para mim; todo aquele que o ouvir, se rirá comigo.
7 E acrescentou: Quem diria a Abraão que Sara havia de amamentar filhos? no entanto lhe dei um filho na sua velhice.

O PROBLEMA VOLTOU (v. 8-13)

8 cresceu o menino, e foi desmamado; e Abraão fez um grande banquete no dia em que Isaque foi desmamado.

9 Ora, Sara viu brincando o filho de Agar a egípcia, que esta dera à luz a Abraão.

brincando = zombando.
O problema não estava resolvido e volta à luz.
Em Gênesis 16:4 era Agar desprezando a Sara.
Aqui é Ismael desprezando a Isaque.

10 Pelo que disse a Abraão: Deita fora esta serva e o seu filho; porque o filho desta serva não será herdeiro com meu filho, com Isaque.

"Deita fora"

גרשׂ garash = rejeitar, lançar fora, expulsar, atirar fora, mandar embora, divorciar, pôr fora, jogar fora, perturbar, ser lançado fora, ser atirado, ser impelido para fora.

Quando temos problemas com pessoas, parece que a solução é "joga-las fora" de nossas vidas.
Resolvemos o problema externamente, mas não em nosso interior. JLS

Sara quis fazer isso com Agar e Ismael, e até hoje ela não conseguiu resolver o conflito entre os judeus e os palestinos.

11 Pareceu isto bem duro aos olhos de Abraão, por causa de seu filho.

Para quem acredita em soluções de conflitos, "deitar fora" alguém, realmente é muito duro.

12 Deus, porém, disse a Abraão: Não pareça isso duro aos teus olhos por causa do moço e por causa da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência.
13 Mas também do filho desta serva farei uma nação, porquanto ele é da tua linhagem.

Parece que Deus estava usando o sentimento ruim de Sara para levar a Ismael a seu destino.
Encontramos muitas vezes situações assim na Bíblia - Deus entrando no meio de uma situação muito ruim, levando alguém a Seu divino propósito.

Se você está vivendo um conflito, Deus pode entrar no meio do problema e mostrar-lhe o caminho que deve seguir. Fale com Ele.

AGAR NO DESERTO (v. 14-21)

14 Então se levantou Abraão de manhã cedo e, tomando pão e um odre de água, os deu a Agar, pondo-os sobre o ombro dela; também lhe deu o menino e despediu-a; e ela partiu e foi andando errante pelo deserto de Beer-Seba.

Um momento muito difícil para todos; menos para Sara que provavelmente seguia dormindo.

15 E consumida a água do odre, Agar deitou o menino debaixo de um dos arbustos,
16 e foi assentar-se em frente dele, a boa distância, como a de um tiro de arco; porque dizia: Que não veja eu morrer o menino. Assim sentada em frente dele, levantou a sua voz e chorou.

Uma situação muito difícil e parecida com Gênesis 16:6-14.

"foi assentar-se em frente dele"

Não queria ver seu filho morrer, mas sentou-se de frente dele a uma certa distância. É mãe.

"a boa distância, como a de um tiro de arco"

Entre 50 a 100 metros.

17 Mas Deus ouviu a voz do menino; e o anjo de Deus, bradando a Agar desde o céu, disse-lhe: Que tens, Agar? não temas, porque Deus ouviu a voz do menino desde o lugar onde está.

Deus ouviu Ismael.

18 Ergue-te, levanta o menino e toma-o pela mão, porque dele farei uma grande nação.

Deus reafirmando a promessa sobre Ismael.

19 E abriu-lhe Deus os olhos, e ela viu um poço; e foi encher de água o odre e deu de beber ao menino.

A provisão de Deus no deserto.
Quando Agar pensava que seria o fim de seu filho e o seu; Deus muda a situação, dando a ela a oportunidade de um novo começo.

Em situação onde parece ser o meu fim, Deus pode estar fazendo algo novo e dizendo que é o meu começo. JLS

20 Deus estava com o menino, que cresceu e, morando no deserto, tornou-se flecheiro.

Deus estava com Ismael.

Sua mãe pensava: "Você vai morrer porque não tem mais solução e ficarei a uma distância de um tiro de flecha.
Agora Deus escuta o menino, o salva e o faz flecheiro.

21 Ele habitou no deserto de Parã; e sua mãe tomou-lhe uma mulher da terra do Egito.

"Parã"
פארנּ Pa'ran = "lugar de cavernas".

Região desértica que tem como limites a Palestina ao norte, o deserto de Etã a oeste, o deserto do Sinai ao sul, e o vale do Arabá a leste; o êxodo se deu por esta região e provavelmente todas as 18 paradas foram nessa região.

Ismael se casou com uma egípcia.

ABRAÃO FAZ ALIANÇA COM ABIMELEQUE (v. 22-34)

22 Naquele mesmo tempo Abimeleque, com Ficol, o chefe do seu exército, falou a Abraão, dizendo: Deus é contigo em tudo o que fazes;
23 agora pois, jura-me aqui por Deus que não te haverás falsamente comigo, nem com meu filho, nem com o filho do meu filho; mas segundo a beneficência que te fiz, me farás a mim, e à terra onde peregrinaste.
24 Respondeu Abraão: Eu jurarei.
25 Abraão, porém, repreendeu a Abimeleque, por causa de um poço de água, que os servos de Abimeleque haviam tomado à força.
26 Respondeu-lhe Abimeleque: Não sei quem fez isso; nem tu mo fizeste saber, nem tampouco ouvi eu falar nisso, senão hoje.
27 Tomou, pois, Abraão ovelhas e bois, e os deu a Abimeleque; assim fizeram entre, si um pacto.
28 Pôs Abraão, porém, à parte sete cordeiras do rebanho.
29 E perguntou Abimeleque a Abraão: Que significam estas sete cordeiras que puseste à parte?
30 Respondeu Abraão: Estas sete cordeiras receberás da minha mão para que me sirvam de testemunho de que eu cavei este poço.
31 Pelo que chamou aquele lugar Beer-Seba, porque ali os dois juraram.
32 Assim fizeram uma pacto em Beer-Seba. Depois se levantaram Abimeleque e Ficol, o chefe do seu exército, e tornaram para a terra dos filisteus.
33 Abraão plantou uma tamargueira em Beer-Seba, e invocou ali o nome do Senhor, o Deus eterno.
34 E peregrinou Abraão na terra dos filisteus muitos dias.



Comentários e notas: JLS

Bibliografia:
* Tempo com a Palavra - JLS
* Strong's Numbers Bible

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Gênesis 20


ABRAÃO NEGA QUE SARA É SUA MULHER

1 Partiu Abraão dali para a terra do Negebe, e habitou entre Cades e Sur; e peregrinou em Gerar.

2 E havendo Abraão dito de Sara, sua mulher: É minha irmã; enviou Abimeleque, rei de Gerar, e tomou a Sara.

Era o que ambos tinham combinado (v.13).
Não era a primeira vez que isso aconteceu. No Egito passou a mesma coisa e não tinham aprendido ainda a lição (Gênesis 12:10-20).

3 Deus, porém, veio a Abimeleque, em sonhos, de noite, e disse-lhe: Eis que estás para morrer por causa da mulher que tomaste; porque ela tem marido.

Quando um crente deixa de ser bênção e se torna uma maldição na vida das pessoas.

O chamado de Abraão era para ser bênção, mas com sua meia verdade e meia mentira (que é mentira), ele estava sendo de maldição.

4 Ora, Abimeleque ainda não se havia chegado a ela: perguntou, pois: Senhor matarás porventura também uma nação justa?
5 Não me disse ele mesmo: É minha irmã? e ela mesma me disse: Ele é meu irmão; na sinceridade do meu coração e na inocência das minhas mãos fiz isto.

Abimeleque foi mais sincero que Abraão. Que vergonha para o patriarca.

6 Ao que Deus lhe respondeu em sonhos: Bem sei eu que na sinceridade do teu coração fizeste isto; e também eu te tenho impedido de pecar contra mim; por isso não te permiti tocá-la;
7 agora, pois, restitui a mulher a seu marido, porque ele é profeta, e intercederá por ti, e viverás; se, porém, não lha restituíres, sabe que certamente morrerás, tu e tudo o que é teu.

Foi realmente o que aconteceu (v. 17).

8 Levantou-se Abimeleque de manhã cedo e, chamando a todos os seus servos, falou-lhes aos ouvidos todas estas palavras; e os homens temeram muito.

9 Então chamou Abimeleque a Abraão e lhe perguntou: Que é que nos fizeste? e em que pequei contra ti, para trazeres sobre mim o sobre o meu reino tamanho pecado? Tu me fizeste o que não se deve fazer.
10 Perguntou mais Abimeleque a Abraão: Com que intenção fizeste isto?

11 Respondeu Abraão: Porque pensei: Certamente não há temor de Deus neste lugar; matar-me-ão por causa da minha mulher.

Versão RC: "eu dizia comigo".
Aqui está o problema: Tirar suas próprias conclusões, procurando um jeito de acomodar as coisas.

12 Além disso ela é realmente minha irmã, filha de meu pai, ainda que não de minha mãe; e veio a ser minha mulher.

13 Quando Deus me fez sair errante da casa de meu pai, eu lhe disse a ela: Esta é a graça que me farás: em todo lugar aonde formos, dize de mim: Ele é meu irmão.

Um acordo entre Abraão e Sara que nunca vi dar certo.

Uma meia verdade e uma meia mentira se usa em um momento que se considera conveniente.
Aparentemente sai tudo bem, mas no final não dá certo. JLS

14 Então tomou Abimeleque ovelhas e bois, e servos e servas, e os deu a Abraão; e lhe restituiu Sara, sua mulher;
15 e disse-lhe Abimeleque: Eis que a minha terra está diante de ti; habita onde bem te parecer.
16 E a Sara disse: Eis que tenho dado a teu irmão mil moedas de prata; isso te seja por véu dos olhos a todos os que estão contigo; e perante todos estás reabilitada.

17 Orou Abraão a Deus, e Deus sarou Abimeleque, e a sua mulher e as suas servas; de maneira que tiveram filhos;

18 porque o Senhor havia fechado totalmente todas as madres da casa de Abimeleque, por causa de Sara, mulher de Abraão.

Escute uma pequena reflexão a respeito desse capítulo, clicando aqui.



Comentários e notas: JLS

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Toda palavra de um líder é Palavra de Deus?

Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.
Atos 17:11.

Vivemos em tempos onde a necessidade é visível e palpável de uma liderança séria, integra, capacitada e comprometida com seu legado.
Fala-se muito de lideres e percebo que em muitos casos há muito interesse nisso por causa de “posição” e “status”.

Se alguém não se realizou no mundo como “líder”, aconselho por favor que não procure a igreja como “bode expiatório” de seus sonhos frustrados usando inclusive o nome de Jesus para satisfazer o ego ferido de não ser um líder no mundo e querer usar agora o Evangelho para isso.

Posição, título, popularidade e status, são palavras que não fazem parte do ensino do Senhor Jesus.
Ele disse que no Reino é exatamente o contrário; o que quer ser o maior, seja o menor.
No Reino, o “chefe” serve o cafezinho para o “empregado”.

Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve. Lucas 22:26.

Tanto a sociedade, como a igreja sabe quem lidera por amor e quem lidera por interesse.
Preocupa-me que o que um líder diz, o povo ou a maioria toma como “Palavra infalível e inquestionável de Deus”. 
Submeto o que digo à Deus, à Sua Palavra, aos meus pastores e à Igreja do Senhor.
Não sou “dono da verdade”, mas sim conheci a verdade que é Jesus (João 8:32, 36), e também reconheço que meu conhecimento da verdade vai aumentando cada dia mais que me relaciono com o Senhor Jesus.

Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito. Provérbios 4:18.

Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pedro 3:18.

Infelizmente muitos já não ouvem a Palavra; mas sim o famoso pregador ou líder que usa a Palavra. Lê um versículo e começa a contar histórias, a igreja fecha a Bíblia e "viaja". 
Se é o Apóstolo, Bispo, Pastor, Evangelista, Pregador que disse, então aceitamos. Não, não façam assim.
A Igreja de Berea estava diante do Apóstolo Paulo e mesmo assim, examinaram o que ele dizia para ver se tinha base na Palavra.
Muitos nomes, pregações e frases estão acima da Palavra hoje em dia. Não deve ser assim. 

Cuidado! O próprio apóstolo Pedro foi usado pelo Senhor em declarar que Jesus é o Filho do Deus Vivo (Mc 8:29) e depois deixou o diabo usar sua boca e foi repreendido pelo Senhor (Mt 16:22, 23). Temos que cuidar muito para sermos usados somente pelo Senhor, mas não estamos livres de acontecer o que aconteceu com Pedro; que o Senhor nos ajude que nunca aconteça.

Os talentos, a boa oratória e o poder da persuasão junto com a fama do nome do pregador unindo à ambição de juntar multidão para fazer um “show gospel” com interesse financeiro ou/e outros interesses, fazem com que se ignore a conduta, o testemunho e a espiritualidade do que esta em um púlpito ou palco. Além das "estrelas" com seus caches, muitos pastores que expõem as ovelhas a esse tipo de “pasto”, terão que um dia dar conta diante do Pastor dos pastores.
Ah, e o dinheiro que ganharam nesses eventos não servirá para pagar sua culpabilidade diante do Justo Juíz.

Gosto de pensar, analisar, escrever; mas logo vejo se o que digo esta de acordo com as Escrituras.
Muitas vezes pregando ou escrevendo, uma frase que vem ao meu coração como fruto de minha meditação na Palavra, eu a escrevo mas logo procuro um versículo bíblico para ver se tem fundamento. Tanto que quando coloco no blog “Palavra do dia”, coloco uma referência bíblica.
Minhas frases ou pensamentos não são mais importantes ou brilhantes que a de meu Mestre! 

O próprio apóstolo Paulo tinha entendimento sobre isso e ao escrever aos coríntios sobre relacionamento, em um momento ele disse "digo eu não o Senhor" (1 Co 7:12). Aqui ele deixa claro que é sua opinião pessoal e não palavra do Senhor.

Faço um chamado ao povo de Deus que atuem como a Igreja de Berea.

Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim. Atos 17:11.

domingo, 18 de setembro de 2011

João 17


1 Depois de assim falar, Jesus, levantando os olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o Filho te glorifique;
2 assim como lhe deste autoridade sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos aqueles que lhe tens dado.
3 E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.
4 Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer.
5 Agora, pois, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse.
6 Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus, e tu mos deste; e guardaram a tua palavra.
7 Agora sabem que tudo quanto me deste provém de ti;
8 porque eu lhes dei as palavras que tu me deste, e eles as receberam, e verdadeiramente conheceram que saí de ti, e creram que tu me enviaste.
9 Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me tens dado, porque são teus;
10 todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles sou glorificado.
11 Eu não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome, o qual me deste, para que eles sejam um, assim como nós.
12 Enquanto eu estava com eles, eu os guardava no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.
13 Mas agora vou para ti; e isto falo no mundo, para que eles tenham a minha alegria completa em si mesmos.
14 Eu lhes dei a tua palavra; e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.
15 Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno.
16 Eles não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.
17 Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.
18 Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviarei ao mundo.

19 E por eles eu me santifico, para que também eles sejam santificados na verdade.


20 E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim;
21 para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.
22 E eu lhes dei a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um;
23 eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, a fim de que o mundo conheça que tu me enviaste, e que os amaste a eles, assim como me amaste a mim.
24 Pai, desejo que onde eu estou, estejam comigo também aqueles que me tens dado, para verem a minha glória, a qual me deste; pois que me amaste antes da fundação do mundo.
25 Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheço; conheceram que tu me enviaste;
26 e eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer ainda; para que haja neles aquele amor com que me amaste, e também eu neles esteja.

Ficaram com Ele - João 1.39

Clique aqui para ouvir