quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Gênesis 14


1 Aconteceu nos dias de Anrafel, rei de Sinar, Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goiim,
2 que estes fizeram guerra a Bera, rei de Sodoma, a Birsa, rei de Gomorra, a Sinabe, rei de Admá, a Semeber, rei de Zeboim, e ao rei de Belá (esta é Zoar).
3 Todos estes se ajuntaram no vale de Sidim (que é o Mar Salgado).
4 Doze anos haviam servido a Quedorlaomer, mas ao décimo terceiro ano rebelaram-se.
5 Por isso, ao décimo quarto ano veio Quedorlaomer, e os reis que estavam com ele, e feriram aos refains em Asterote-Carnaim, aos zuzins em Hão, aos emins em Savé-Quiriataim,
6 e aos horeus no seu monte Seir, até El-Parã, que está junto ao deserto.
7 Depois voltaram e vieram a En-Mispate (que é Cades), e feriram toda a terra dos amalequitas, e também dos amorreus, que habitavam em Hazazom-Tamar.
8 Então saíram os reis de Sodoma, de Gomorra, de Admá, de Zeboim e de Belá (esta é Zoar), e ordenaram batalha contra eles no vale de Sidim,
9 contra Quedorlaomer, rei de Elão, Tidal, rei de Goiim, Anrafel, rei de Sinar, e Arioque, rei de Elasar; quatro reis contra cinco.
10 Ora, o vale de Sidim estava cheio de poços de betume; e fugiram os reis de Sodoma e de Gomorra, e caíram ali; e os restantes fugiram para o monte.
11 Tomaram, então, todos os bens de Sodoma e de Gomorra com todo o seu mantimento, e se foram.
12 Tomaram também a Ló, filho do irmão de Abrão, que habitava em Sodoma, e os bens dele, e partiram.
13 Então veio um que escapara, e o contou a Abrão, o hebreu. Ora, este habitava junto dos carvalhos de Manre, o amorreu, irmão de Escol e de Aner; estes eram aliados de Abrão.
14 Ouvindo, pois, Abrão que seu irmão estava preso, levou os seus homens treinados, nascidos em sua casa, em número de trezentos e dezoito, e perseguiu os reis até Dã.
15 Dividiu-se contra eles de noite, ele e os seus servos, e os feriu, perseguindo-os até Hobá, que fica à esquerda de Damasco.
16 Assim tornou a trazer todos os bens, e tornou a trazer também a Ló, seu irmão, e os bens dele, e também as mulheres e o povo.
17 Depois que Abrão voltou de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele, saiu-lhe ao encontro o rei de Sodoma, no vale de Savé (que é o vale do rei).
18 Ora, Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; pois era sacerdote do Deus Altíssimo;
19 e abençoou a Abrão, dizendo: bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Criador dos céus e da terra!
20 E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos! E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.
21 Então o rei de Sodoma disse a Abrão: Dá-me a mim as pessoas; e os bens toma-os para ti.
22 Abrão, porém, respondeu ao rei de Sodoma: Levanto minha mão ao Senhor, o Deus Altíssimo, o Criador dos céus e da terra,
23 jurando que não tomarei coisa alguma de tudo o que é teu, nem um fio, nem uma correia de sapato, para que não digas: Eu enriqueci a Abrão;
24 salvo tão somente o que os mancebos comeram, e a parte que toca aos homens Aner, Escol e Manre, que foram comigo; que estes tomem a sua parte.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Oração é Comunicação


Chegue a minha oração perante a tua face, inclina os teus ouvidos ao meu clamor; Salmos 88:2

Quando um relacionamento se quebra, qual é a primeira coisa que é afetada? Resposta simples: A comunicação.

Por que muitos crentes não oram?
Porque não se comunicam bem com Deus devido a seu relacionamento superficial.

Qual a melhor maneira para manter uma boa comunicação entre duas pessoas?

Comunicar-se uma vez no ano?
Comunicar-se uma vez no mês?
Comunicar-se diariamente?
Qual é a sua resposta?

Encontramos três maneiras de comunicações (oração) na Bíblia:

1. Homem para Deus = Dn 9:3-6
2. Deus e Seu povo (reciprocidade, dialogo) = At 10:10-16
3. Deus para o homem = Gn 3:8-10

Todas as três expressam comunicação na oração.

Qual o caminho para ter uma boa comunicação novamente?

1. Reconhecer o motivo pelo qual a comunicação foi afetada.
2. Pedir perdão e perdoar.
3. Tomar uma postura nova diante do relacionamento.

Esse caminho ou princípios funcionam com as pessoas e com Deus; faça isso e terás vitoria.

Pense nisso por favor:

“O quanto você ora é o quanto você se comunica com Deus, e o quando você se comunica com os céus, mostra seu nível de relacionamento com Ele”.

Oração é comunicação!

domingo, 28 de agosto de 2011

Oração é Ajuda

E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. Romanos 8:26

Temos uma imensa necessidade de um conhecimento profundo, prático e funcional da oração.

A oração expressa mais o que somos que o que dizemos.
Os cristãos que fazem a diferença nesse mundo, são os que oram.

Você tem estado com cristãos que só pelo fato de estar a seu lado, dá vontade de orar? Você é um cristão que fomenta a oração aos demais?

Temos tudo a nosso favor para termos uma vida de oração plena na presença de Deus:

1.     Temos o Espírito Santo (Rm 5:5; At 5:32).
2.     Temos o acesso ao trono (Hb 4:16).
3.     Temos o ensino sobre a oração (Lc 11:1-4).

Se temos tudo a nosso favor para orar, então o que nos falta para termos uma vida plena de oração?

Falta o costume de oração que havia no Éden (Gn 3:8).
Como esta seu passeio com o Senhor em seu jardim?
Perdemos esse relacionamento de intimidade com Deus; isso é o que nos falta.
A oração continua sendo a expressão mais intima da vida cristã.

Por que então permanece tão negligenciada e ignorada pela maioria dos cristãos?

1.     Por causa do pecado somos feridos em nossa relação com Deus, conosco mesmo e com as pessoas.
2.     Desenvolvemos com isso relacionamentos superficiais e evitamos a intimidade  e profundidade com as pessoas e conseqüentemente  com Deus.
3.     Criamos uma mentalidade de continua ocupação.
4.     Admiramos mais as atividades que o caráter e o relacionamento.
5.     A preocupação maior é fazer do que ser.

Hoje temos uma grande oportunidade de voltar a ter uma vida de oração significativa; O Espírito Santo quer nos ajudar, conte com Ele!

sábado, 27 de agosto de 2011

O Espírito nos ajuda a Orar


E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. Romanos 8:26


O livro "O Espírito nos ajuda a orar', é um livro da teologia bíblica sobre oração escrito por Robert L. Brandt e Zenas J. Bicket.

Ganhei de presente esse livro em 1997 e por muitas vezes tenho lido e sido imensamente abençoado.

Nessa "SEMANA DE ORAÇÃO", o Senhor tem me levado novamente a esse livro onde junto com o Livro dos livros - A Bíblia Sagrada, estou recebendo muito do Senhor.

Quero estar compartindo o que estou lendo e escrevendo sobre a oração com você e desejo que sua vida seja abençoada para que esteja diante do trono do Senhor em oração.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Oração é Adoração


Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me! Mateus 15:25

Uma mulher que tinha uma filha com sérios problemas espirituais, foi ao encontro de Jesus e tanto o adorou como orou ao Senhor. Sua oração de adoração foi atendida.

A adoração engloba um conceito vital no que se refere à oração.
Adoração é reverência, temor ao Senhor, veneração, grande amor, devoção, respeito e um estilo de vida. Vai muito alem de cantar lindas canções.

A adoração fixa o pensamento na pessoa (Deus) a quem se dirige a oração, considerando Seus atributos e interesses.

Precisamos conhecer intimamente (e a adoração nos leva a isso) a pessoa na qual dirigimos nossas orações.

Você já se perguntou “Quem é o Deus ao qual oramos?”.
Você conhece Seus atributos?

Quando conhecemos profundamente a Deus, nossas orações se tornam mais vivas e cheias de sentido.

Leia com tempo o Salmos 139.
Encontrei alguns atributos de Deus nos quais podemos usar em nossas orações.

v.1-6 = Onisciência de Deus.

Ele sabe tudo a nosso respeito, mas mesmo assim quer ouvir nossa voz.

v.7-12 = Onipresença de Deus.

Ele esta em todas as partes ao mesmo tempo.
Um irmão na China pode orar ao mesmo tempo que um irmão no Peru e o Senhor vai ouvir perfeitamente.

v.13-16 = Onipotência de Deus.

Ele tem todo o poder para responder nossas orações.
Não há nada impossível para Deus!

v.17, 18 = Exaltação a Deus.

Adoração e exaltação a Deus caminham juntos diante do trono do Senhor.
O tanto que exaltamos a Deus, depende do tanto que adoramos a Ele.

Se a adoração faz parte de sua vida, então a oração fluirá naturalmente.

O, vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do SENHOR que nos criou. Salmos 95:6.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Eliminemos o falso de nosso meio

Em uma dessas preciosas manhãs de oração e leitura da Palavra via Skype, o Senhor falou muito ao meu coração sobre a necessidade de libertação do que é falso.

O mundo já esta no maligno (1 João 5:19) e logicamente precisa de libertação. Agora, pior que o mundo é falar de “livres presos”, de cristãos algemados  na mentira e na falsidade e que também precisam de libertação (João 8:32, 36). Infelizmente isso aconteceu com Israel e acontece atualmente.

Convido você a ler Deuteronômio 13:1-11.
O texto se refere ao castigo que deveria ser dado aos falsos profetas.

1 Quando profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio,

Sempre foi comum para Israel ter profetas e sonhadores de sonhos no seu meio. Deus sempre levantava pessoas assim, por exemplo Isaías como profeta e José como sonhador de sonhos. Até aqui tudo normal.

Agora, esses profetas e sonhadores de sonhos de Dt 13, são os que se levantam por si mesmos. Isso acontece hoje também. Pessoas colocando as mãos em suas cabeças e se auto titulando profeta, apostolo, sonhador de sonhos e coisas assim. É a “moda” do momento no “mundo gospel”.

Há muitos assim fazendo terríveis estragos na obra de Deus e deixando uma mancha terrível de mal testemunho – isso não é o Evangelho de Cristo.

Esse sinal ou prodígio que diz o texto, são palavras ou técnicas usadas por esses “profetas e sonhadores” que enganam a muitos.
Um exemplo é quando um desses profetas vem e dizem: “Assim diz o Senhor: Eis que tenho uma grande obra em tua vida”. Amados, quem não sabe que Deus tem uma grande obra em nossas vidas! Usam palavras assim e depois falam outras coisas e confundem as pessoas.

E os sonhadores? “Sonhei com você que ...”. Já pensou alguém chegar e dizer: “Sonhei com você mas não tenho tempo de compartir agora, semana que vem a gente se fala”. Uauuu, acho que a pessoa vai ficar desesperada. Sabe porque? Por que um sonho (não importa de onde venha) é muito mais importante que a Palavra de Deus. Uma profecia (não importa de onde venha) é muito mais importante que as Sagradas Escrituras.

2 e suceder o sinal ou prodígio de que vos houver falado, e ele disser: Vamos após outros deuses - deuses que nunca conhecestes - e sirvamo-los!

Se disser a um cristão: “Vamos invocar os mortos ou vamos fazer um feitiço”, normalmente o tal cristão não vai aceitar pois é bem evidente que a Bíblia diz que isso não se faz.
Mas o falso é astuto, vai convidar o cristão para “ir após outros deuses” que podem ser esses “movimentos”.

Quantos vão? Muitos.
Vivem indo daqui para ali e não firmam em uma igreja. No final ficam sozinhos pois esses falsos profetas e sonhadores tem a intenção unicamente de explorar a fé das pessoas.
Quantos dão ouvidos a isso!

3 não ouvireis as palavras daquele profeta, ou daquele sonhador; porquanto o Senhor vosso Deus vos está provando, para saber se amais o Senhor vosso Deus de todo o vosso coração e de toda a vossa alma.

Nesse versículo, Deus diz para não dar ouvidos ao que é falso.
Mas, por que Deus permite que essas pessoas andem soltas por ai procurando púlpitos de igrejas para aumentar seus currículo de estragos? Para provar e saber se amamos mesmo o Senhor e Sua Palavra. O falso sempre esta provando o verdadeiro!

4 Após o Senhor vosso Deus andareis, e a ele temereis; os seus mandamentos guardareis, e a sua voz ouvireis; a ele servireis, e a ele vos apegareis.

Diante de tudo o que esta acontecendo em nossa atualidade, Deus nos convida a sermos fiéis ao que é verdadeiro.

Como podemos saber se estamos sendo fiéis ao que é verdadeiro e não andando atrás do falso? Tente responder essas perguntas baseadas nesse versículo:

Estou andando após ou na frente do Senhor?
Tudo o que penso, falo e faço, reflete que temo ao Senhor?
Guardo os mandamentos do Senhor em minha vida?
Ouço a voz do Senhor diariamente?
Servo com excelência ao Senhor?
Estou apegado ao Senhor?

5 E aquele profeta, ou aquele sonhador, morrerá, pois falou rebeldia contra o Senhor vosso Deus, que vos tirou da terra do Egito e vos resgatou da casa da servidão, para vos desviar do caminho em que o Senhor vosso Deus vos ordenou que andásseis; assim exterminareis o mal do meio vós.

O que é falso deve morrer!
Naquele tempo, literalmente o profeta ou sonhador de sonhos falsos, eram julgados com pena de morte. Era a lei com o objetivo de eliminar esse mal do meio do povo.

Nós não temos direito de tirar a vida de ninguém e nem a nossa própria. Não podemos matar uma pessoa, mas podemos “matar” o contato com um profeta falso ou sonhador falso.
Por que muitos não fazem isso?

6 Quando teu irmão, filho da tua mãe, ou teu filho, ou tua filha, ou a mulher do teu seio, ou teu amigo que te é como a tua alma, te incitar em segredo, dizendo: Vamos e sirvamos a outros deuses! - deuses que nunca conheceste, nem tu nem teus pais,
7 dentre os deuses dos povos que estão em redor de ti, perto ou longe de ti, desde uma extremidade da terra até a outra -

O caso é tão serio que não importa quem fosse que viesse para tentar desviar a pessoa da verdade, o que tentou isso deveria ser morto. Podia ser o irmão, filho, filha, mulher, melhor amigo (Sl 55:12-14), quem fosse.

Um banco não aceita notas falsas. Um cartório não aceita documentos falsos, uma policia não aceita passaporte falso; por que a igreja vai aceitar o que é falso???????
Não importa de quem ou de onde venha o falso, não podemos aceitar!

8 não consentirás com ele, nem o ouvirás, nem o teu olho terá piedade dele, nem o pouparás, nem o esconderás,

Seja quem for que queira incitar você para o caminho errado, a Bíblia ensina algumas coisas que deve fazer:

     1.     Não consinta com o que é falso.
     2.     Não ouça o que é falso.
     3.     Não tenha piedade do que é falso.
     4.      Não poupe o que é falso.
     5.     Não esconda o que é falso.

9 mas certamente o matarás; a tua mão será a primeira contra ele para o matar, e depois a mão de todo o povo;

Na lei, deveria matar o falso profeta e sonhador de sonhos.
Hoje, como já disse, “devemos matar o contato”; ou seja, manter distância, cortar o contato com o falso.

Quando descobrimos o falso, devemos ser os primeiros a eliminar.
Ninguém pergunta quando há um fogo em uma casa se deve-se apagar, simplesmente toma a iniciativa de tentar apagar ou de buscar ajuda para isso.

10 e o apedrejarás, até que morra, pois procurou apartar-te do Senhor teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.
11 Todo o Israel o ouvirá, e temerá, e não se tornará a praticar semelhante iniqüidade no meio de ti.

O objetivo de eliminar o falso, era para que essa prática de tentar desviar o povo de Deus não acontecesse mais.

Eliminemos o falso profeta e sonhador de sonhos de nosso meio não dando-lhes oportunidades, não vamos após outros deuses. Temamos ao Senhor e busquemos o que é verdadeiro.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Oséias 11


1 Quando Israel era menino, eu o amei, e do Egito chamei a meu filho.
2 Quanto mais eu os chamava, tanto mais se afastavam de mim; sacrificavam aos baalins, e queimavam incenso às imagens esculpidas.
3 Todavia, eu ensinei aos de Efraim a andar; tomei-os nos meus braços; mas não entendiam que eu os curava.
4 Atraí-os com cordas humanas, com laços de amor; e fui para eles como os que tiram o jugo de sobre as suas queixadas, e me inclinei para lhes dar de comer.
5 Não voltarão para a terra do Egito; mas a Assíria será seu rei; porque recusam converter-se.
6 Cairá a espada sobre as suas cidades, e consumirá os seus ferrolhos; e os devorará nas suas fortalezas.
7 Porque o meu povo é inclinado a desviar-se de mim; ainda que clamem ao Altíssimo, nenhum deles o exalta.
8 Como te deixaria, ó Efraim? como te entregaria, ó Israel? como te faria como Admá? ou como Zeboim? Está comovido em mim o meu coração, as minhas compaixões à uma se acendem.
9 Não executarei o furor da minha ira; não voltarei para destruir a Efraim, porque eu sou Deus e não homem, o Santo no meio de ti; eu não virei com ira.
10 Andarão após o Senhor; ele bramará como leão; e, bramando ele, os filhos, tremendo, virão do ocidente.
11 Também, tremendo, virão como um passarinho os do Egito, e como uma pomba os da terra da Assíria; e os farei habitar em suas casas, diz o Senhor.

12 Efraim me cercou com mentira, e a casa de Israel com engano; mas Judá ainda domina com Deus, e com o Santo está fiel.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Gênesis 15


1 Depois destas coisas veio a palavra do Senhor a Abrão numa visão, dizendo: Não temas, Abrão; eu sou o teu escudo, o teu galardão será grandíssimo.
2 Então disse Abrão: ó Senhor Deus, que me darás, visto que morro sem filhos, e o herdeiro de minha casa é o damasceno Eliézer?
3 Disse mais Abrão: A mim não me tens dado filhos; eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro.
4 Ao que lhe veio a palavra do Senhor, dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que sair das tuas entranhas, esse será o teu herdeiro.
5 Então o levou para fora, e disse: Olha agora para o céu, e conta as estrelas, se as podes contar; e acrescentou-lhe: Assim será a tua descendência.
6 E creu Abrão no Senhor, e o Senhor imputou-lhe isto como justiça.
7 Disse-lhe mais: Eu sou o Senhor, que te tirei de Ur dos caldeus, para te dar esta terra em herança.
8 Ao que lhe perguntou Abrão: ó Senhor Deus, como saberei que hei de herdá-la?
9 Respondeu-lhe: Toma-me uma novilha de três anos, uma cabra de três anos, um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho.
10 Ele, pois, lhe trouxe todos estes animais, partiu-os pelo meio, e pôs cada parte deles em frente da outra; mas as aves não partiu.
11 E as aves de rapina desciam sobre os cadáveres; Abrão, porém, as enxotava.
12 Ora, ao pôr do sol, caiu um profundo sono sobre Abrão; e eis que lhe sobrevieram grande pavor e densas trevas.
13 Então disse o Senhor a Abrão: Sabe com certeza que a tua descendência será peregrina em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos;
14 sabe também que eu julgarei a nação a qual ela tem de servir; e depois sairá com muitos bens.
15 Tu, porém, irás em paz para teus pais; em boa velhice serás sepultado.
16 Na quarta geração, porém, voltarão para cá; porque a medida da iniqüidade dos amorreus não está ainda cheia.
17 Quando o sol já estava posto, e era escuro, eis um fogo fumegante e uma tocha de fogo, que passaram por entre aquelas metades.
18 Naquele mesmo dia fez o Senhor um pacto com Abrão, dizendo: á tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até o grande rio Eufrates;
19 e o queneu, o quenizeu, o cadmoneu,
20 o heteu, o perizeu, os refains,

21 o amorreu, o cananeu, o girgaseu e o jebuseu.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Contrato ou Aliança

Então levantaram a voz, e tornaram a chorar; e Orfa beijou a sua sogra, porém Rute se apegou a ela. Rute 1:14.

Essas duas palavras se parecem (contrato e aliança) mas não significam a mesma coisa e com isso chego a pensar em algumas realidades da vida.

É muito mais fácil e conveniente fazer um contrato que uma aliança.

É comum que um homem e uma mulher façam um contrato ou acordo para viverem maritalmente juntos, mas não querem o casamento que significa uma aliança.

É muito mais fácil congregar em uma igreja que ser membro de aliança com a mesma.

Nesse versículo, temos três personagens:

1. Noemi que pode representar a Deus ou a igreja. Seu nome significa “minha suavidade”.
2. Orfa representa o contrato. O significado de seu nome é "com duas opiniões, endurecida”.
3. Rute representa a aliança.  "Beleza, algo que é digno de ser olhado, amizade, satisfeita” é o que seu nome significa.

CONTRATO (Orfa)

O beijo que Orfa deu em Noemi, foi o beijo do contrato desfeito, do adeus, do acabou-se tudo pois Noemi já não oferecia mais nada a ela.

Isso é o que chamo de um acordo escrito ou falado baseado em desconfiança, traçando as condições e conseqüências caso seja quebrado. Pode ser feito somente entre duas pessoas.

É um interesse próprio e vem com responsabilidades limitadas. Ele estabelece um período de tempo para a vida útil de certas mercadorias. Pode ser quebrado com consentimento mútuo.

Reconheço que há na vida necessidades de contratos, principalmente em termos profissionais, de imóveis e situações semelhantes. Mas pensar em contrato a nível de relacionamento entre um homem e uma mulher ou entre um cristão e uma igreja ou Deus por exemplo, já se torna muito complicado.

Normalmente a expressão do contrato é assim: “Eu tomo você para mim por um tempo e vamos ver se dá certo”.

Relacionamentos com bons começos, saudáveis e com boas bases, não vivem de contrato, mas de aliança.

ALIANÇA (Rute)

O apego de Rute representa uma verdadeira aliança. Rute continua com Noemi não importando o momento da dificuldade; isso é aliança.

Aliança é um compromisso verbal, escrito e assinado, baseado na verdade, assegurando a alguém de que a sua promessa é incondicional e boa para a vida.

É feita diante da lei de Deus, dos homens e da pessoa de Deus como um ato de amor, entrega e compromisso um pelo outro.

É para beneficio de outros e vem com responsabilidades ilimitadas. Não tem data de validade; é até que a morte separe. É planejada para ser inquebrável.

Normalmente a expressão da aliança é assim: “Eu me entrego a você e me comprometo por toda a minha vida”.

DEUS DE ALIANÇA

Deus é um Deus de alianças! A Bíblia é um livro de alianças!

Fez aliança com Noé de que a terra nunca mais seria destruída pelas águas de um dilúvio (Gn 9.12-17).
Fez aliança com Abraão de que uma nação inteira de descendentes viria de sua linhagem (Gn 17.1-8).
Fez aliança com Moisés de que o povo de Israel seria possessão permanente de Deus (Ex 19.3-6).
Fez aliança com Davi de que um rei se assentaria em seu trono para sempre (2ª Sm 7.7-17).

Fez uma “nova aliança” pelo sangue de Cristo, estabelecendo uma herança interminável e imutável de perdão de pecados e de vida eterna para aqueles que crêem nEle (Hb 9.15).

Nenhuma dessas alianças Deus quebrou.

CONCLUSÃO

O casamento civil entre um homem e uma mulher, é uma aliança.
Tornar-se membro ativo e comprometido com uma igreja, é uma aliança.
Decidir viver para Deus de todo coração e independente das circunstancias, isso é uma aliança.
  
No casamento, o anel representa os votos da aliança; não são meras obrigações que você espera cumprir, mas promessas pensadas previamente, declaradas publicamente e testemunhadas por outros (isso acontece quando alguém se torna membro de uma igreja também).

Manter a aliança em uma igreja, não é algo que se consegue com as próprias forças.
Antes da pessoa fazer uma aliança com a igreja, Deus já tinha feito com eles e se tanto a pessoa como a igreja convida Deus para essa aliança, então a aliança é feita entre três pessoas (Deus + novo membro + a igreja = aliança) validando assim uma aliança no mundo espiritual e físico.

E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa. Eclesiastes 4:12.

Como Deus nunca falhou em nenhuma de suas alianças, Ele não vai falhar na aliança de um crente com a igreja ou de um casal.

A membresia de uma igreja, o casamento ou o compromisso com Deus, não é um contrato com clausulas escapatórias e exceções, mas sim uma aliança projetada para acabar com todos os atalhos de fuga.

Ninguém pode separar o que Deus uniu através da aliança (Mt 19:4-6).

Como você é?
Como Orfa (contrato) ou como Rute (aliança).
Lembre-se: Contrato se faz entre duas pessoas, aliança se necessita no mínimo três.

Para questões materiais; faça contratos.
Para questões de relacionamentos (família, igreja, Deus); faça aliança.

domingo, 21 de agosto de 2011

Oséias 10


1 Israel é vide frondosa que dá o seu fruto; conforme a abundância do seu fruto, assim multiplicou os altares; conforme a prosperidade da terra, assim fizeram belas colunas.
2 O seu coração está dividido, por isso serão culpados; ele derribará os altares deles, e lhes destruirá as colunas.
3 Certamente agora dirão: Não temos rei, porque não tememos ao Senhor; e o rei, que pode ele fazer por nós?
4 Falam palavras vãs; juram falsamente, fazendo pactos; por isso brota o juízo como erva peçonhenta nos sulcos dos campos.
5 Os moradores de Samária serão atemorizados por causa do bezerro de Bete-Áven. O seu povo se lamentará por causa dele, como também prantearão os seus sacerdotes idólatras por causa da sua glória, que se apartou dela.
6 Também será ele levado para Assíria como um presente ao rei Jarebe; Efraim ficará confuso, e Israel se envergonhará por causa do seu próprio conselho.
7 O rei de Samária será desfeito como a espuma sobre a face da água.
8 E os altos de Áven, pecado de Israel, serão destruídos; espinhos e cardos crescerão sobre os seus altares; e dirão aos montes: Cobri-nos! e aos outeiros: Caí sobre nós!
9 Desde os dias de Gibeá tens pecado, ó Israel; ali permaneceram; a peleja contra os filhos da iniqüidade não os alcançará em Gibeá.
10 Quando eu quiser, castigá-los-ei; e os povos se congregarão contra eles, quando forem castigados pela sua dupla transgressão.
11 Porque Efraim era uma novilha domada, que gostava de trilhar; e eu poupava a formosura do seu pescoço; mas porei arreios sobre Efraim; Judá lavrará; Jacó desfará os torrões.
12 Semeai para vós em justiça, colhei segundo a misericórdia; lavrai o campo alqueivado; porque é tempo de buscar ao Senhor, até que venha e chova a justiça sobre vós.
13 Lavrastes a impiedade, segastes a iniqüidade, e comestes o fruto da mentira; porque confiaste no teu caminho, na multidão dos teus valentes.
14 Portanto, entre o teu povo se levantará tumulto de guerra, e todas as tuas fortalezas serão destruídas, como Salmã destruiu a Bete-Arbel no dia da batalha; a mãe ali foi despedaçada juntamente com os filhos.

15 Assim vos fará Betel, por causa da vossa grande malícia; de madrugada será o rei de Israel totalmente destruído.

sábado, 20 de agosto de 2011

Oséias 9


1 Não te alegres, ó Israel, não exultes como os povos; pois te prostituíste, apartando-te do teu Deus; amaste a paga de meretriz sobre todas as eiras de trigo.
2 A eira e o lagar não os manterão, e o vinho novo lhes faltará.
3 Na terra do Senhor não permanecerão; mas Efraim tornará ao Egito, e na Assíria comerão comida imunda.
4 Não derramarão libações de vinho ao Senhor, nem lhe agradarão com as suas ofertas. O pão deles será como pão de pranteadores; todos os que dele comerem serão imundos; pois o seu pão será somente para o seu apetite; não entrará na casa do Senhor.
5 Que fareis vós no dia da solenidade, e no dia da festa do Senhor?
6 Porque, eis que eles se foram por causa da destruição, mas o Egito os recolherá, Mênfis os sepultará; as suas coisas preciosas de prata as urtigas as possuirão; espinhos crescerão nas suas tendas.
7 Chegaram os dias da punição, chegaram os dias da retribuição; Israel o saberá; o profeta é um insensato, o homem possesso de espírito é um louco; por causa da abundância da tua iniqüidade e do teu grande ódio.
8 O profeta é a sentinela de Efraim, o povo do meu Deus; contudo um laço de caçador de aves se acha em todos os seus caminhos, e inimizade na casa do seu Deus.
9 Muito profundamente se corromperam, como nos dias de Gibeá; ele se lembrará das iniqüidades deles, e punirá os seus pecados.
10 Achei a Israel como uvas no deserto, vi a vossos pais como a fruta temporã da figueira no seu princípio; mas eles foram para Baal-Peor, e se consagraram a essa coisa vergonhosa, e se tornaram abomináveis como aquilo que amaram.
11 Quanto a Efraim, a sua glória como ave voará; não haverá nascimento, nem gravidez, nem concepção.
12 Ainda que venham criar seus filhos, eu os privarei deles, para que não fique nenhum homem. Ai deles, quando deles eu me apartar!
13 Efraim, assim como vi a Tiro, está plantado num lugar aprazível; mas Efraim levará seus filhos ao matador.
14 Dá-lhes, ó Senhor; mas que lhes darás? dá-lhes uma madre que aborte e seios ressecados.
15 Toda a sua malícia se acha em Gilgal; pois ali é que lhes concebi ódio; por causa da maldade das suas obras lançá-los-ei fora de minha casa. Não os amarei mais; todos os seus príncipes são rebeldes.
16 Efraim foi ferido, secou-se a sua raiz; eles não darão fruto; sim, ainda que gerem, eu matarei os frutos desejáveis do seu ventre.

17 O meu Deus os rejeitará, porque não o ouviram; e errantes andarão entre as nações.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Um Rio no Jardim - Giom


O nome do segundo rio é Giom: este é o que rodeia toda a terra de Cuche. Genesis 2:13.

Dentro desse "desenho" do Éden, encontramos o segundo braço chamado Giom que significa "grande romper de águas ou correnteza forte que arrebenta as margens"

O Deus ilimitado colocou limites para o homem em algumas situações da vida como por exemplo não comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Por outro lado, Deus deixou claro que há situações que o homem deve romper seus limites estabelecidos e avançar além da margem marcada.
Infelizmente fazemos o contrário; onde Deus colocou limites, nós quebramos e onde Ele não colocou, nós não avançamos.

O poder de Deus na vida do homem é como uma correnteza forte que arrebenta as margens estabelecidas. Quantos tentaram colocar Deus dentro de uma "caixinha", limitando Seu poder e logo foi surpreendido com tremendas surpresas da manifestação do Espírito Santo?

Essa força de águas quer romper o que te oprime e te prende dentro de um margem que você não consegue sair.
Essa correnteza do poder do Espírito Santo (João 7:37-39) quer quebrar cadeias e jugos em tua vida! Crê nisso? Hoje Ele pode fazer isso se você crer!

Em Isaías 10:27, há uma palavra maravilhosa sobre libertação através da unção de Deus. O sacerdote era ungido com óleo para seu ministério no AT; o doente é ungido com óleo para ser curado no NT. A unção com óleo, representa o poder e os dons do Espírito Santo. É o que necessitamos em nossas vidas, família, ministério, igreja, sociedade e nação. 

Jesus Cristo foi ungido para libertar os cativos (Atos 10:38; Isaías 61:1 e Lucas 4:18, 19).

As margens de Giom, representa nossa limitação. Pelo poder do Espírito Santo, o Senhor quer que você rompa essas margens e seja livre para ir além dos limites estabelecidos.

Jesus quer libertar o ser humano de demônios, de vícios, de cadeias que prendem a alma, da religiosidade, etc.

As águas de Giom são para romper as margens!
As águas do Espírito são para levar-te a uma vida abundante em Cristo!

Leia Atos 2:1-4 e veja essas águas vindo com muita força e rompendo o medo, a timidez, a insegurança dos discípulos fazendo-os corajosos para saírem do cenáculo e irem pregar a todos os que estavam em Jerusalém na festa do Pentecostes.

Isaías 54:1-3 é palavra de Deus para você hoje.
Amplia = Rompa as margens.
Estenda = Vá mais além do que você já viveu até agora.
Não impeça = Quando o poder de Deus se manifestar, não tenha medo; obedeça Sua direção.
Alonga = Vá até onde você conseguir chegar.
Firma = Estabeleça novas metas em sua vida.

Você deseja mergulhar nas águas de Giom?
Você deseja romper barreiras e margens estabelecidas, quebrar limites, correr com força, ser livre em Deus?
Mergulhe então nessas águas dando prioridade às coisas de Deus. Mude sua agenda, congregue firme em uma igreja, ore e leia a Bíblia todos os dias, corte relacionamentos que te afastam de Deus e sobre tudo, busque a Deus até você ver essas margens se romper em sua vida.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Um Rio no Jardim - Pisom


11 O nome do primeiro é Pisom: este é o que rodeia toda a terra de Havilá, onde há ouro;
12 e o ouro dessa terra é bom: ali há o bdélio, e a pedra de berilo.
Genesis 2:11, 12

Deus desenhou um jardim perfeito o qual reflete o plano dele para o homem. Estando dentro do jardim, Adão e Eva estavam dentro do propósito divino da plena comunhão com Deus, mas ao pecar ambos perderam esse privilegio.
Perderam tudo, bem como a benção de desfrutarem do rio e de seus quatro braços de águas.

Deus tem um propósito precioso para todos nós. Se andamos em Sua Palavra, podemos viver esse propósito no qual pode representar esse "jardim". Dentro da vontade do Senhor, estaremos bebendo da água da vida, do rio de Deus. Fora da vontade de Deus, haverá sede e desespero.

Deus chama a todos a voltarem seus corações para Ele. É como voltar para o jardim, para o rio de Deus e saciar a sede da alma e provar das bênçãos que fluem dos quatro braços do rio.

Não sei se você já parou para pensar nesses braços que haviam no rio do Éden. Parei e entendi algumas verdades que quero compartir com você; venha comigo à beira desses braços e conversemos a respeito.

Plenitude

Primeiramente lhe pergunto porque havia quatro braços?
Já esta bem claro que as coisas de Deus não são acidentais e por casualidade; se Ele fez quatro braços no rio é porque tem um significado.

O número quatro na Bíblia fala de expansão total ou plenitude. Pense por exemplo em termos acadêmicos nos pontos cardinais - norte, sul, leste e oeste.
O propósito de Deus, é que o homem viva a plenitude, a totalidade do plano divino para sua vida. Era o que Deus tinha para Adão e por isso fez quatro braços no rio.

Responsabilidade

Deus preparou para você uma vida plena na pessoa de Cristo e te abençoou com toda sorte de bênçãos (Ef 1:3).

A mesma dificuldade de Adão e Eva é a nossa; administrar todas essas bênçãos e não dar ouvido à serpente.

Dessas águas que saiam dos quatro braços, Adão tinha a responsabilidade de lavrar e cuidar da terra.

Deus já proveu plenamente a sustentação de tua vida em todos os sentidos. Talvez você pergunte: "Não vejo isso". Então lhe pergunto: "Você tem sido responsável em cuidar de tua espiritualidade, tua vida emocional, física, teus relacionamentos, etc., alimentando-se das águas de Deus, ou tem ido beber em outras fontes?”.

Abundância

O primeiro braço chamava-se Pisom (Gn 2:11, 12) e significa: Grande difusão de correntes de águas que fluem em aumento gratuitamente sendo lançada para um país estrangeiro.

Esse era o propósito de Deus para Adão e Eva - Desfrutar de Pisom.
Esse é o propósito de Deus para você - que você viva a experiência de uma grande difusão de águas correndo em aumento dentro de teu ser (João 7:37-39).
Viver o propósito de Deus em sua plenitude, é ir alem fronteiras. Nossa visão se dilata, saímos de nossas quatro paredes, enxergamos as oportunidades de Deus para abençoar nossa família, amigos, igreja e as nações.

Valores

Esse braço chamado Pisom, rodeava a terra de Havilá, onde diz no versículo 11 que havia ouro e ouro bom.
Ouro representa a divindade, natureza e a glória de Deus.
Deus queria ensinar a Adão e Eva a valorizar Sua pessoa, a buscar Sua divindade, natureza e glória.
Através de Sua Palavra e Seu Espírito, Deus nos leva a Pisom revelando-nos quem Ele é. Precisamos valorizar Sua pessoa em nossas vidas mais que o ouro ou as riquezas dessa vida!

Também naquele braço se encontrava bdélio e pedra sardônica ou de berilo.
Estamos falando de pérolas e pedras preciosas.

Se o ouro fala de Deus, a pérola fala do homem.

Uma pérola é um grão de pó que foi transformado. Seu processo foi “doloroso” até chegar a ser de grande valor.
Em Pisom, Deus queria lembrar a Adão e Eva que ambos foram feitos à Sua imagem e semelhança e que seriam provados no caráter.
Com a nossa natureza caída, o Senhor nos convida para fazer de nós “pérolas”, caráter formado em Cristo, atitudes de valores, conduta que honra o Senhor o que representa essas pedras preciosas que se encontrava em Pisom.

Deus te chama para Sua plenitude; Deus te chama para tua responsabilidade.
Deus te chama para Sua abundancia e valores.

Venha andar pelo jardim com Ele hoje no braço do rio chamado Pisom.

JLS

Ficaram com Ele - João 1.39

Clique aqui para ouvir